Villa Germânia Alimentos de Indaial anuncia férias coletivas após descredenciamento de exportação pra Arábia Saudita

Judson Lima/Foto:Thiago Mendes

INDAIAL – A direção de Operacionalização da empresa Villa Germânia Alimentos de Indaial, que foi desabilitada pela Arábia Saudita no último dia 23 de janeiro, para a exportação de aves, anunciou contingenciamento de volumes e férias coletivas de 2/3 dos funcionários no setor de abate no mês de março como algumas das medidas tomadas para frear o impacto do descredenciamento.

O comunicado foi feito durante entrevista a – Rádio Nova FM 103,9 – pelo diretor de Operações Marcondes Moser, reiterando que os demais setores não sofrerão alteração.

“É uma cadeia, temos 300 colaboradores e mais centenas de parceiros agrícolas rurais integrados e temos que zelar por eles” ponderou Marcondes Moser.

Foto:Reprodução

Ele explicou que os critérios apresentados pelas autoridades sauditas foram volume de produto exportado, inspeção sanitária e empresas credenciadas que não estavam realizando a comercialização.

“São questões econômicas, dos três apontamentos feitos, queremos informar que a Villa Germania, tem volume de exportação de mais de 1.200 toneladas de carne de pato para a Arábia Saudita, não tivemos inspeção, pois não somos sorteados, mas seguimos rigorosamente os critérios de abate árabe denominado Halal e temos exportação permanente, existe diferença na saída de aves e tipos de produto, o nosso é carne de pato, em que os sauditas dependem unicamente da importação, diferente de outros tipos como frango, por exemplo,” comentou o diretor operacional.

Foi mantido encontro com o prefeito de Indaial André Moser, comunicação com o governo estadual, Ministério da Agricultura, Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Secretaria de Estado da Agricultura, consulados do Brasil e Arábia Saudita e empresários que compram os volumes no país árabe para buscar restabelecer a habilitação da exportação.

Com o incentivo da produção interna de frango a Arábia Saudita, busca fortalecer o comercio local endurecendo barreiras para exportadores, até o inicio de janeiro eram 111 empresas credenciadas para exportação de aves do Brasil , hoje somente 25 estão comercializando para o mercado saudita.

A Villa Germania é a maior exportadora de carne de pato da Arábia Saudita com aproximadamente 100 toneladas do produto por mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here