banner chutze
banner dengue indaial
Banner Rodeio
PlayPause
previous arrow
next arrow

Vereador é suspenso após importunação sexual, ele apalpou as nádegas de empresária

Por Judson Lima

banner camara timbo maio
banner camara blumenau maio
banner_olia
banner Gula Mania
PlayPause
previous arrow
next arrow

MATEANDO – Um caso de importunação sexual onde em vídeo o vereador aparece acariciando com a mão direita as nádegas de uma empresária, foi investigado em Processo Administrativo Disciplinar na Câmara de Vereadores de Caibi no Oeste Catarinense, e por 05 votos a 04 o vereador Vereador Senor Anselmini (PP)  foi suspenso do cargo pelo prazo de 12 meses, a punição começou a valer desde o dia primeiro de maio.

A empresária vítima da importunação sexual Luciane Glembotzki também protocolou denuncia na está processando judicialmente o parlamentar afastado.

Durante a realização do Processo Administrativo Disciplinar, a Comissão entendeu que houve indícios de importunação sexual praticado pelo investigado, onde Senor , durante o ato de entrega de uma “lembrança” ao casal Luciane e Tiago, patrocinadores do Doce Natal de Caibi”, coloca as mãos nas nádegas da vítima.

Em seguida a Câmara nomeou a formação de uma Comissão Especial de Investigação que 03 votos a 0, entendeu por comprovado o ato de importunação sexual praticado pelo investigado e, conforme provas juntadas aos autos, recomendou o afastamento do vereador Senor Anselmini pelo prazo de  Pena Mínima de 10 meses; Pena Média de 12 meses; e Pena Máxima de 15 meses, o qual foi apreciado pelo Plenário da Casa por 9 votos a 0.
 
Por fim, fora realizado a votação, onde o mesmo foi suspenso pelo período de 12 meses.

Na semana passa acontece no Plenário da Câmara a Sessão Extraordinária  para votação do Processo Administrativo Disciplinar para definir a punição ao Vereador Senor Anselmini (PP) pelo ato de importunação sexual. Após lidos a acusação, defesa, e relatório final, os vereadores, um a um, foram chamados a tribuna para manifestarem o seu voto. Exceto a Vereadores Edimara Conte Portes, que votou de forma online.

Entre as opções estipuladas pela Comissão Processante: Pena Mínima de 10 meses; Pena Média de 12 meses; e Pena Máxima de 15 meses.

Como votou cada vereador:
 
Vereadora Edimara Conte Portes (PP) – Pena Média de 12 meses

Gilmar Carlesso (MDB) – Pena Máxima de 15 meses

Viviane Vockes (PP) – Pena Média de 12 meses

Neocir Parizotti (MDB) – Pena Máxima de 15 meses

Carme Vitsrki (PP) – Pena Média de 12 meses

Diogo Valdemeri (PT) – Pena Média de 12 meses

Julio Urqueta (MDB) – Pena Máxima de 15 meses

Raimundo Ambrosio (PP) – Pena Média de 12 meses

Jair Di Domenico (MDB) – Pena Máxima de 15 meses

Assim, por maioria, 5 votos a 4, foi definida a Pena Média de 12 meses de suspensão ao Vereador Senor Anselmini (PP), o parlamentar foi comunicado para cumprimento da pena, que teve inicio neste domingo (01).

 

Vereador nega importunação sexual 

O vereador Senor Anselmini negou que ocorreu algum tipo de importunação sexual, ele alegou na Comissão Especial de Investigação que tem um problema no ombro direito, o que dificulta o movimento de erguer o braço. Ainda segundo Senor a sua mão pode ter caído até a altura das nádegas pelo problema existente com ele. 

você pode gostar também
BANNER PASCOA BLU
banner dengue indaial
banner_olia
PlayPause
previous arrow
next arrow
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

..