Vale anuncia que vai acabar com barragens de rejeitos do tipo usado em Brumadinho e Mariana

(Fonte: O Globo/Foto:Reprodução)

BRASÍLIA —  O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, disse nesta terça-feira que a empresa vai paralisar todas as barragens de rejeitos de mineração do modelo a montante, o mesmo que desabou em Brumadinho e Mariana,ambas em Minas Gerais. O processo deve demorar de um e três anos.

— Elas vão deixar de ter característica de barragem. Serão devolvidas à natureza  — afirmou.

(Fonte: O Globo/Foto:Reprodução)

Com desmontagem de barragens, Vale vai paralisar produção de até 40 milhões toneladas de minério de ferro por ano, durante três anos. Isso representa 10% da produção total da mineradora. Será necessário paralisar a paralisação para poder fazer todo o processo de eliminar as barragens. Todas ficam em Minas Gerais.

Segundo Schvartsman, será necessário paralisar as operações de mineração nas proximidades dessas barragens.

— Elas estão inativas. A única maneira de fazer o descomissionamento é essa — explicou o presidente, acrescentando que os projetos para a ação estão prontos e serão enviados para licenciamento junto aos órgãos ambientais nos próximos 45 dias.

O executivo disse que não haverá demissões:

— Temos aproximadamente 5 mil trabalhadores nos locais das barragens. Esses 5 mil serão absorvidos no plantel da Vale, que é de 80 mil trabalhadores.

Segundo Schvartsman, o descomissionamento das barragens demandará um investimento de R$ 5 bilhões e, portanto, a mineradora já espera ter forte impacto financeiro.

— É um esforço inédito de uma empresa de mineração no sentido de dar resposta cabal à altura da enorme tragédia que tivemos em Brumadinho — afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here