A notícia além do olhar técnico!

UNIASSELVI Indaial firma parceria com Observatório Social

2

INDAIAL – A UNIASSELVI de Indaial firmou mais uma importante parceria, visando estimular, com seus acadêmicos, professores e coordenadores de curso, maior inserção junto às ações sociais do município de Indaial, desta vez com o Observatório Social de Indaial.

A convite do Observatório Social de Indaial, a UNIASSELVI recebeu o desafio de participar ativamente dos trabalhos que são realizados no Observatório, somando com a associação esforços para zelar pelo controle social dos gastos públicos. A parceria dar-se-à com auxílio dos acadêmicos, professores, coordenadores e direção da unidade de Indaial. Os cursos que atuarão nesse primeiro momento serão: Direito, Administração, Sistemas de Informação, Ciências Contábeis e Comunicação Social e Propaganda. Para este semestre foi elencada pelo Observatório Social uma demanda, que será atendida pelos nossos acadêmicos.

Foto:Divulgação

Cláudia Suéli Weiss, diretora da Uniasselvi de Indaial destaca que “além da ação social que a parceria com o Observatório proporcionará aos vários envolvidos da nossa Instituição, nosso objetivo também contempla a ação prática coerente com as disciplinas que estão sendo cursadas nesse semestre. Tais ações práticas realizadas no município em que os acadêmicos residem, torna-as mais significativas, interessantes e de fácil acompanhamento das etapas.

Sobre o Observatório de Indaial

Atuando como pessoa jurídica em forma de associação, o Observatório Social prima pelo trabalho técnico, fazendo uso de uma metodologia de monitoramento das compras públicas em nível municipal, desde a publicação do edital de licitação até o acompanhamento da entrega do produto ou serviço, de modo a agir preventivamente no controle social dos gastos públicos. Além disso, o Observatório Social atua em outras frentes, como:

– A educação fiscal, demonstrando a importância social e econômica dos tributos e a necessidade do cidadão acompanhara aplicação dos recursos públicos gerados pelos impostos.

– A inserção da micro e pequena empresa nos processos licitatórios, contribuindo para geração de emprego e redução da informalidade, bem como aumentando a concorrência e melhorando qualidade e preço nas compras públicas.

– A construção de Indicadores da Gestão Pública, com base na execução orçamentária e nos indicadores sociais do município, fazendo o comparativo com outras cidades de mesmo porte. E a cada 4 meses realiza a prestação de contas do seu trabalho à sociedade.

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.