Banner Rodeio Saúde
Banner educação Rodeio
PlayPause
previous arrow
next arrow

Toda pedra jogada para cima, volta…

Por Judson Lima

gulamania
Banner educação Rodeio
PlayPause
previous arrow
next arrow

TIMBÓ – Muitas narrativas sobre o caso que envolve Sr. Richard, administrador do Hospital Oase.
Um fato que ocorreu em Penha, a cerca de dez anos, e agora o MP ofereceu denúncia, inclusive bloqueando bens de todos os envolvidos.
Inocente ou culpado, não somos nós que julgamos, nem o MP, quem vai julgar é o juiz.
Não podemos misturar as bolas, o Hospital Oase tem pessoas acima de qualquer suspeita, Dr Paolo, Trisoto, as competentes senhoras do Oase, e ainda tem os olhos do Secretário de Saúde Berri, do prefeito Jorge, empresários que ajudaram e ainda muito ajudam o hospital, e o povo.
Se Richard cometeu algum deslize em outra época , quando mais jovem, em Timbó rigorosamente de nada pode ser acusado.
Pessoas que prestam bons serviço a comunidade, são sempre invejadas, pelos parasitas de plantão.
No começo do ano nós também fomos vítimas de uma falha de interpretação de uma senhora, e nessa entrou no radar um tremendo mau caráter, que baseado numa conversinha de watts montou uma narrativa fantasiosa, se julgando no direto de pré-julgar, como se ele fosse a pessoa mais correta do mundo, inclusive, nem se dignou sentado na sua arrogância de levantar o telefone e consultar o outro lado da questão.
Quando o MP não oferece denuncia não tem crime (que foi nosso caso) , quando o MP oferece denúncia há indícios de crime, mas o julgamento cabe ao juiz. O processo do caso Penha, está em curso, ele Richard e até outros denunciados, podem restar inocentes, conforme se observa na manifestação da defesa.
Quem contratou o VIDAS para tirar o hospital do buraco, lembram…foi a direção do OASE, com apoio da prefeitura, na época o prefeito era o Laércio, e lembramos que em 2016, assumiu o atual prefeito Jorge e nunca houve qualquer problema nas contas, se houvesse furos quando assumiu com certeza teria denunciado, não iria ser conivente, até para não se comprometer mais adiante.
Portanto, vamos separar as coisas, e apoiar nosso hospital para que continue assim, salvando vidas…e nessa questão não podemos admitir um passo que seja para trás.
E que tudo mais vá pro inferno, inclusive, os papa-hóstia.
Eco! 

 

Fonte: Nilton Agostini/ 24h online 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.