IMG-20210628-WA0344
UNIMED---50-anos
Banner Indaial
1200 x 100 (3)
PlayPause
previous arrow
next arrow

Tese de Doutorado da Udesc Esag traz estudo de caso sobre inovação social rural

Por Judson Lima

gulamania
1200 x 100 (2)
PlayPause
previous arrow
next arrow

SANTA CATARINA – Anderson Luis do Espirito Santo defenderá nesta quinta-feira, 10, às 14h, sua tese “No rural tem inovação social! Um estudo em dois assentamentos na zona fronteiriça Brasil-Bolívia”, no Doutorado em Administração da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). A pesquisa teve orientação da professora Carolina Andion.

As defesas de dissertações e teses dos programas de pós-graduação do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag) estão sendo realizadas por videoconferência, em plataformas on-line abertas ao público, em razão da pandemia de Covid-19.

Clique aqui para assistir à defesa
(nesta quinta-feira, 10, a partir das 14h)

O estudo analisa a trajetória e a experiência dos agricultores familiares de dois assentamentos rurais, Taquaral e 72, localizados nas cidades de Corumbá e Ladário, zona fronteiriça Brasil-Bolívia. A pesquisa reconheceu esses assentamentos como “laboratórios de novas ruralidades” e espaços de “experimentação” em termos de inovação social.

Os dados levantados permitiram identificar os efeitos desses assentamentos no desenvolvimento rural na região. Eles foram capazes de proporcionar acesso à terra, atividades produtivas com maior diversificação e inclinação mais sustentável, além de avanços em áreas como educação, saúde e emprego.

O trabalho detectou ainda um processo de inovação social rural por meio de redes de organizações (incluindo as famílias assentadas) que, juntas, foram um ecossistema. Suas ações buscam soluções para problemas públicos, como falta de água ou de apoio técnico, o que tem impactos na reconstrução da democracia ao longo do tempo.

Acesso on-line

A recomendação é acessar o link para assistir à defesa com pelo menos 15 minutos de antecedência (13h45). É preciso identificar-se ao entrar na sessão, para que o programa de pós-graduação possa fazer o registro da presença de público. O áudio do microfone deve estar desligado (modo mudo) durante a apresentação e a arguição da banca. Todas as defesas são públicas, abertas a qualquer interessado.

*Comunicação Udesc

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.