Supremo livra governador do Amazonas da CPI da Covid, outros governadores deverão ser beneficiados

Se decidir falar à comissão, o governador poderá ficar em silêncio diante das perguntas que não quiser responder

BRASIL – A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), a não comparecer à CPI da Covid no Senado. A decisão foi publicada na noite desta quarta-feira, 9, véspera do depoimento de Lima. Se decidir falar à comissão, o governador poderá ficar em silêncio diante das perguntas que não quiser responder.

Na decisão, a ministra lembrou que, por ser alvo de investigações que apuram o desvio de verbas públicas na pandemia, o governador amazonense deve ter o direito de não produzir provas contra si.

Os demais governadores que estão convocados para depor a CPI, entre eles Carlos Moisés de Santa Catarina , Helder Barbalho (Pará), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Mauro Carlesse (Tocantins), Antonio Denarium (Roraima), Waldez Góes (Amapá), Marcos Rocha (Rondônia) e Wellington Dias (Piauí). também questionam em ação do STF, suas convocações.

“Evidencia-se inequivocamente a sua condição de acusado no contexto de investigações que apuram o desvio e má aplicação de verbas públicas federais no âmbito da execução das políticas de saúde para o enfrentamento da Pandemia decorrente da Covid-19”, diz um trecho da decisão.

*Com informações Política ao Minuto

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.