IMG-20210628-WA0344
Arte Vacinação - indailal
PlayPause
previous arrow
next arrow

Situação caótica e lastimável na BR 470 entre Ascurra e Ibirama, prefeitos se pronunciam sobre tema

Por Judson Lima

gulamania
Rodeio 35
PlayPause
previous arrow
next arrow

MATEANDO – O que já era ruim, pior ficou com as constantes chuvas, somado a medidas paliativas, pouco eficiente, tendo como resultado uma situação caótica, lastimável, vergonhosa e até criminosa, pelos inúmeros prejuízos causados aos motoristas no trecho da BR 470 entre Ascurra, Apiúna e Ibirama.

Nesta segunda-feira (21), o prefeito de Ascurra Arão Josino usou sua rede social para cobrar recuperação imediata do trecho esburacado , inclusive na página oficial da prefeitura ascurrense foi descrito “Chegamos ao limite. Nossa região precisa com urgência da recuperação total da BR-470, trecho entre Indaial e Ibirama. A falta de sinalização e as péssimas condições da via tem colocado a vida de muita gente em risco. SÓ TAPA BURACO NÃO ADIANTA MAIS!”  

O prefeito de Apiúna Marcelo Doutel da Silva esteve em Florianópolis juntamente com o vereador Jaison Bento e secretário Vilson Miliorini para exigir da superintendência do DNIT, o quanto antes uma ação para solucionar o problema , o executivo apiunense foi informado que a partir desta terça-feira (22), será dado início da um nova operação “tapa buracos” e que já está aberto a licitação para revitalização do trecho entre Ibirama, Apiúna e Ascurra.

Ainda no sábado (19), o prefeito Adriano Poffo de Ibirama já havia se pronunciado sobre a vergonheira da BR 470.

“Eu não tenho medo de falar. Essa BR-470 está uma vergonha. Quando será que nossa região será tratada como prioridade? Eu cobrei quando o Presidente da República era do meu partido, e cobro agora também, independente de quem é o Presidente. (e já elogiei quando foi recuperado entre Ibirama e Rio do Sul).

Vamos Governo Federal e DNIT, vamos pelo menos recuperar essa trecho entre Ascurra e Ibirama”.

você pode gostar também
Lock colchões
Center Celulares
PlayPause
previous arrow
next arrow
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.