IMG-20210628-WA0344
Arte Vacinação - indailal
PlayPause
previous arrow
next arrow

Santa Catarina é vice-campeã das Paralimpíadas Escolares com 94 medalhas

gulamania
Rodeio 35
PlayPause
previous arrow
next arrow

ESPORTES –  Santa Catarina repetiu o feito do ano passado e sagrou-se vice-campeã geral das Paralimpíadas Escolares 2017 nesta sexta-feira, 24, em São Paulo. Os catarinenses somaram, no total, 381 pontos contra 458 de São Paulo, primeiro lugar. O Distrito Federal fechou sua participação em terceiro lugar com 379.

Oficialmente, o time Santa Catarina conquistou, no total, 94 medalhas sendo 47 de ouro, 35 de prata e 12 de bronze. Foram 18 medalhas a mais em relação a 2016, cujo quadro final foi de 76 medalhas.

Nem todas as medalhas entraram para a pontuação oficial, já que o regulamento determina que para entrar no cômputo geral a prova tem que ter pelo menos cinco representantes de estados diferentes.

Atletismo e natação, com o maior número de atletas, foram os destaques. No atletismo, Santa Catarina conquistou 40 medalhas: 17 de ouro, 17 de prata e 6 de bronze, ficando em quinto lugar na classificação geral.

Já na natação, os catarinenses arremataram 40 medalhas sendo 26 de ouro, 9 de prata e 5 de bronze, fechando a participação com o vice-campeonato.

Outros destaques foram a bocha paralímpica, campeã geral com um ouro e duas pratas; o tênis de mesa com o terceiro lugar com três de ouro, uma prata e três bronze; além tênis cadeira de rodas com um ouro e duas pratas e o terceiro lugar na classificação geral.

O basquete em cadeira de rodas ficou em terceiro lugar na classificação geral e o goallball fechou sua participação em sétimo lugar. O judô catarinense teve apenas um representante e conquistou uma medalha de ouro.

Ao fazer uma análise do time de Santa Catarina na competição, o chefe da delegação catarinense, Ademar Silva, disse que o resultado final foi satisfatório. “Viemos com o propósito de ficar entre os três primeiros lugares. E conseguimos nosso objetivo. Brigamos com gigantes do paradesporto como São Paulo e Rio de Janeiro e ficamos entre os dois melhores estados do Brasil. Saímos de São Paulo orgulhosos de nossos atletas, pois conseguimos uma maior pontuação em relação a 2016, quando fechamos com 358 pontos, ou seja, foram 23 pontos a mais”, concluiu.

A delegação catarinense foi composta por 130 pessoas entre técnicos, dirigentes e atletas. Promovida pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, a competição reuniu cerca de mil atletas de todo o Brasil com idade entre 12 a 17. A delegação catarinense foi gerenciada pelo Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte.

 

você pode gostar também
Lock colchões
Center Celulares
PlayPause
previous arrow
next arrow
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.