Banner Rodeio Saúde
Banner educação Rodeio
PlayPause
previous arrow
next arrow

Retorno de aulas em Ascurra tem policiamento reforçado

Por Judson Lima

gulamania
Banner educação Rodeio
PlayPause
previous arrow
next arrow

ASCURRA – As atividades escolares na Escola Abel Ávila dos Santos, no bairro Estação em Ascurra, foram reabertas nesta segunda-feira (29), com presença de policiais militares realizando rondas em frente ao educandário e medida proibição determinada pelo Juiz de Direito para que o elemento, que é padrasto de uma estudante, não se aproxime a uma distância mínima de 200 metros da escola, e nem tenha contato ou se aproximação de no mínimo 100 metros da diretora Silvana Duarte e de outra criança, que foram ameaçadas de mortes e sofreram agressões verbais na semana passada.

O que chama atenção é que a respostas das autoridades de segurança como Polícia Militar e Polícia Civil, bem como do Ministério Público e Juizado, foram rápidas. A  CRE- Coordenadoria Regional do Estado, destacou que fora pedido pela direção da escola, um vigilante, mas logo no início do expediente não apareceu na Escola Abel Ávila dos Santos, que é de responsabilidade do Estado, por falta de profissional.

Segundo a direção escolar, o coordenador do CRE Timbó, responsável pela escola Abel Avila de Ascurra, Renato Liberato Dallabona, informou que o pedido para que seja direcionado um segurança para Ascurra já foi feito. No final da manhã o pleito foi efetivado e um segurança já está atuando na escola, o que garante tranquilidade para alunos, pais e professores.   

Os fatos que deram iniciam as ameaças de morte e agressões verbais por parte do padrasto a diretora e aluno, foram iniciados após as crianças de nove anos se envolverem em um caso com ofensa a menina. A família não gostou da forma com que foi lidado o caso pela escola. Então o elemento passou a ir na frente do educandário tomar satisfação com o garoto, ofender professores e gestão, fazer ameaça de morte e proferir palavras de baixo calão. Tudo isso culminou suspensão de aula aos alunos na última sexta-feira (26), também com acionamento da PM e o caso foi parar na Delegacia de Polícia Civil e Ministério Público da Comarca de Ascurra.

 

Máteria atualizada as 15h

 

 

 

 

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.