IMG-20210628-WA0344
UNIMED---50-anos
Banner Indaial
1200 x 100 (3)
PlayPause
previous arrow
next arrow

Reabertura dos comércios somente após 7 de abril, decretou governador

Por Judson Lima

gulamania
1200 x 100 (2)
PlayPause
previous arrow
next arrow

SANTA CATARINA – Ao contrário do que previam e queriam as Associações Comerciais e Logistas de Santa Catarina , o governador Carlos Moisés determinou que todos os estabelecimentos comerciais permaneçam fechados até pelo menos dia 7 de abril, o decreto foi publicado no Diário Oficial nesta segunda-feira (30) e Altera o Decreto nº 525, de 2020, para estabelecer novas regras de enfrentamento da epidemia do coronavírus (COVID-19), e estabelece outras providências.

Agências bancarias e loterias voltaram as atividades /Foto: Indaial/PM

Segundo o governador Moisés, a renovação do decreto atende às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a prevenção ao contágio por coronavírus. O comércio permanecerá fechado, exceto as atividades consideradas essenciais.

O Governo Federal através da Lei nº 13.979/2020, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, e a Portaria nº 356/2020, assinada pelo Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, estabelecem que os estados e municípios tem autonomia para adotar medidas de enfrentamento ao coronavírus, conforme a realidade verificada em seu território.

Em Santa Catarina ocorreu o entendimento governamental que a quarentena deve ser mantida, assim sendo os prefeitos estão de mãos e pés atados, pois os municípios não tem autonomia para ir contra as determinações estaduais.

Vários prefeitos do Vale do Itajaí já estavam montando estrategia para a reabertura de forma gradativa e com medidas adequadas para o comercio nesta quarta-feira (01).

Outro ponto que sempre é recomendado pelas autoridades, e foi incluído no decreto, é a orientação para que pessoas com mais de 60 anos não saiam de casa e se desloquem apenas para o que é estritamente necessário. A medida também solicita que menores de 14 anos não fiquem sob cuidados de idosos durante a suspensão das aulas.

Por Judson Lima 

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.