A notícia além do olhar técnico!

Quatro animais comem pó de vidro; dois morrem

12

SANTA CATARINA – Moradores da rua Dom Luiz, na Vila Real, em Balneário Camboriú, estão assustados com a matança de cães e gatos que começou na semana passada.

Em menos de sete dias, pelo menos dois cães e dois gatos foram envenenados com pó de vidro na Dom Luiz. Dois animais morreram.

O povo acredita que há um serial killer de bichos agindo. Os alvos são animais de rua e também os domésticos. O último registro de bicho sofrendo foi na noite de terça-feira.

A moradora Aparecida de Souza, 55 anos, achou o gato Grafite todo ensanguentado e já morto no quintal de casa no domingo.

Aparecida encontrou perto do portão uma caixa de papelão com restos de ração para gato misturada ao pó de vidro.

O gato, que tinha um aninho, morreu quatro dias após o cão Zari ter comido pó de vidro na rua. Zari foi socorrido pela dona e levado pra uma clínica veterinária. O DIARIoticiou o caso na edição de sábado. Zari sobreviveu ao atentado e após dois dias internado, voltou pra casa no final de semana.

Mais animais atacados

O choque de Aparecida não ficou só na morte do animal de estimação. Ela conta que, na noite de terça-feira, encontrou outro felpudo agonizando. A mulher chamou a ONG Viva Bicho e a polícia Ambiental.

O cão foi levado para o veterinário e deve sobreviver. “Estava expelindo uma bolha de sangue, horrível de ver”, recorda. Ela pretende adotar o animal, se ele se recuperar. “Vou ficar com ele, mas não esquecerei o Grafite. Nada substitui um animal que a gente ama”, desabafa.

Aparecida tem conversado com vizinhos sobre os envenenamentos. O relato é de pelo menos mais uma morte. “O menino que atende no pet shop onde compro ração falou que outros bichos estão morrendo na Dom Luiz. Isso precisa parar”, fala. A moradora registrou os casos na polícia.

A presidente da ONG Viva Bicho, Vanessa Freitas Siemann, reforça a importância de fazer um boletim de ocorrência. “A ão tem poder de polícia para investigar e punir, por isso é fundamental o boletim de ocorrência na delegacia”, explica.

aso o animal seja doméstico, deve ser levado imediatamente ao veterinário. Se for bicho de rua, a polícia Ambiental deve ser acionada.

A PM conta que os casos de envenenamento são investigados pela polícia Civil.

você pode gostar também
1 comentário
  1. Lisete Teresinha dos Santos Diz

    O dito ser humano, está cada vez mais cruel, principalmente contra seres inocentes e indefesos. Mais a lei do retorno, essa existe, não falha e não tarda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.