A notícia além do olhar técnico!

Promotoria denuncia empresário por homicídio e tentativa de homicídio em Indaial e confirma embriaguez

12

INDAIAL – O promotor de justiça Rodrigo Andrade Viviani apresentou  denúncia contra o acusado Marco Antônio Pinsegher, que bêbado, segundo a promotoria, atropelou e matou o estudante Felipe Wassosniki de 19 anos e lesionou Lucas Pinto de 32 anos na madrugada do dia 03 de fevereiro na Ponte dos Arcos em Indaial.

Viviani pediu a justiça à condenação de Pinsegher por quatro crimes, sendo homicídio consumado contra Felipe, uma tentativa de homicídio contra Lucas, ambos por dolo eventual, e dois crimes de trânsito, o primeiro pela fuga do local e o outro por omissão de socorro.

Judson Lima/Foto:Reprodução

“o denunciado MARCO ANTONIO PINSEGHER, após ter ingerido considerável quantidade de bebida alcoólica, assumiu a direção de seu veículo caminhonete Toyota Hilux, placa IWH7246”, descreveu o promotor Rodrigo sobre o acidente e morte, que envolveu os jovens que voltavam do trabalho.

“…após colidir abruptamente nas bicicletas conduzidas por Felipe Wassoniki dos Passos e Lucas Pinto, na altura da cognominada Ponte dos Arcos, localizada no centro da cidade de Indaial, deixou, de forma deliberada, de prestar imediato socorro às referidas vítimas, mesmo podendo fazê-lo na ocasião” aponta outro trecho da denuncia.

Judson Lima/FotoReprodução

Também é descrito a fuga de Pinsegher “… na condução de seu veículo automotor, afastou-se do local do crime, com a finalidade de fugir à responsabilidade penal ou civil que lhe pudesse ser atribuída, notadamente porque havia ingerido bebida alcoólica momentos antes do impacto”.

A Juíza de Direito Dra. Leila Mara da Silva recebeu a denúncia e negou o pedido da defesa pela reconsideração da entrega da CNH, determinando que a defesa apresente a defesa em 10 dias e que o acusado Marco Antônio Pinsegher entregue sua CNH em 48 horas após ser intimado, o que deverá acontecer nesta semana.

A vítima Felipe Wassosniki dos Passos está sendo representado no processo pelos advogados Everton Luis Joaquim e a Dra. Luana Hofman.

O empresário aguarda em liberdade a justiça determinar a data do julgamento.

Abaixo confira o vídeo do acidente:

 

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.