A notícia além do olhar técnico!

Professora Marcia Friggi lança livro de poemas em Indaial

Marcia Friggi forja o metal que recolhe nos calabouços da memória e das experiências para recompor o território poético que habitamos

INDAIAL – O Salão de Exposições da Fundação Indaialense de Cultura (rua Dr. Blumenau, 5, Centro) sedia nesta sexta, 20 de setembro, a partir das 19h, o lançamento do livro “Lâmina”, com autoria de Marcia Friggi. As atrações culturais ficam por conta das apresentações do Quarteto Instrumental e do Grupo Odeon, da FIC.

Para Viegas Fernandes da Costa, a autora é “Lâmina: superfície delgada ou matéria dura e cortante, lasca, fatia, faixa, estampa. A palavra que corta o tempo e a página, quase translúcida. A poesia farta não necessita da palavra exagerada. Susto, soluço, espasmo, calafrio. A poesia farta fala da boca cerzida de dor, da pátria amarga que chuta nossos ossos com seus coturnos lustrados de sangue e preconceito. A poesia derramada, lírica, de versos contidos, pêndulo nas ‘curvas de figo em calda’ àquilo que nos esmaga”.

Ainda segundo Viegas, os poemas de Marcia Friggi consagram porque transubstanciam. Tornam arte o grito, tornam presente a memória. Marcia lapida a palavra, esculpe o verso, lamina o tempo presente: porto, vale, a morte embalada na semente estéril, o golpe. Dos haicais aos poemas de protesto, das “borbolentas” no interior de um vale aos mísseis na Síria, a poeta pulsa seu tempo nas artérias dos versos. Não se esconde, tampouco busca refúgio no vazio. A arte é, afinal, lugar de fala, território e causa.

Neste seu livro de estreia, Marcia Friggi forja o metal que recolhe nos calabouços da memória e das experiências para recompor o território poético que habitamos

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.