Prefeito Lairton aciona Ministério Público e reuniu com Secretário de Estado da Saúde sobre problemática da viatura do SAMU

ASCURRA – Depois de aguarda posicionamento das autoridades estaduais quanto à resolução da problemática da sucateada viatura do SAMU que atende Ascurra, Apiúna e Rodeio, o prefeito Lairton Possamai (MDB) protocolou junto ao Ministério Público oficio para que o MPSC possa interferir no processo de solução da situação.

Judson Lima/Foto:Reprodução

A promotora Sandra Faitlowicz Sachs recebeu o documento que tem assinatura também os prefeitos Paulinho Weiss (PT) Rodeio e Gerson Gonçalves (PR) Apiúna.

Judson Lima/Foto:Reprodução

Nesta quarta-feira (21), em mais uma busca para resolver o imbróglio, o prefeito Lairton, acompanhado de Jerry Comper, que é chefe de gabinete do Presidente da Alesc e do Secretário Municipal de Saúde Enilson de Freitas, estiveram numa audiência com Acélio Casagrande,secretário de Estado da Saúde de Santa Catarina, onde foram entregues relatórios financeiro e fotográfico, mostrando as rachaduras no chassi, motor e as condições inaptas do automóvel.

Nos últimos três anos já foram gastos mais de R$ 120 mil reais em manutenção da viatura do SAMU, que teve dois acidentes em menos de 04 anos, e que percorre mais de 1.100 km de estrada de chão para atendimento, numa região montanhosa e de geografia sinuosa.

Consta que em anos anteriores foi repassado para a cidade de Ascurra um veículo 4×4, porém na época a gestão anterior recusou a viatura, com isso as três cidades dispões somente desta unidade monobloco para fazer o transporte de pacientes.

Judson Lima/Foto:Reprodução

O Ministério da Saúde fez o repasse ao Estado de novas viaturas para reposição das existentes em 2016, mais Ascurra não recebeu por está no sistema com pendência de negatividade. Desde 2017 segundo o prefeito Lairton o município está apto a celebrar convenio e pode receber outra ambulância.

Agora com a ciência do Ministério Público e da Secretaria de Estado da Saúde aguardasse que o envio de uma nova viatura para o SAMU seja feito o quanto antes.

Ontem a sucateada ambulância do SAMU apresentou problema nos freios em atendimento na Vargem Grande, e teve que ser rebocada mais uma vez.

Judson Lima

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.