Presídio de Indaial é alvo da Divisão de Operações com Cães e Canil de Florianópolis

Judson Lima/Foto:Sadi Duarte

INDAIAL – Uma ação preventiva envolvendo agentes do Departamento de Administração Prisional- DEAP e Cães da Divisão de Operações com Cães (DOC) e Canil da Guarda Municipal de Florianópolis (GMF) foi realizada na Unidade Prisional de Indaial com objetivo de verificar a existência de drogas e celulares nesta terça-feira (27).

Judson Lima/Foto:Sadi Duarte

Após revista minuciosa com os cães Charlie e Max, pastor belga da raça malinois respectivamente, não foi encontrado nenhum entorpecente ou celular entre os presos do regime semiaberto, nem nas galerias internas.

Judson Lima/Foto:Sadi Duarte

“O que comprova a segurança e processo de revista da unidade sendo cumprido a risca, não deixando entrar qualquer tipo de substância proibida para os internos”, disse o agente Vasconcelos do Deap

Judson Lima/Foto:Sadi Duarte

A vistoria foi solicitada pelo Diretor de Unidade de Indaial, Ricardo Morlo, e chefia de segurança, e faz parte de procedimentos que estão sendo realizados neste mês de fevereiro, em horários e dias aleatórios nas unidades prisionais, onde são revistados colchões, roubas estruturas, e detentos suspeitos com objeto estranho no corpo que são levados para o raios-X.

Atualmente são 115 presos na Unidade Prisional de Indaial, desses 87 trabalham internamente nas cinco empresas conveniadas com o presídio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here