A notícia além do olhar técnico!

Ponte dos Arcos, em Indaial será interditada nesta quarta (7) para simulado do Exército Brasileiro

Além dos militares do Exército sediados em Blumenau, participarão tropas vindas de Florianópolis, Porto União, Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS)

INDAIAL – A Ponte dos Arcos, localizada no centro de Indaial, estará interditada nesta quarta (7), das 12h às 18h, para a realização do Evento Principal do Exercício de Ajuda Humanitária do Exército Brasileiro. Nas proximidades do local também serão interditadas a Avenida Beira-Rio, parte das ruas Curt Hering e Lauro Müller até a Escola Raulino Horn. Toda a comunidade é convidada a acompanhar a atividade que será realizada na Ponte dos Arcos.

Foto:Reprodução

O Exercício de Ajuda Humanitária realizado pelo Exército Brasileiro, por meio da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, é um simulado, que visa treinar e preparar as equipes de diversas agências operativas para casos de catástrofes naturais no Município.

Os exercícios vão retratar diversas situações. O Exército chegou ao Município nessa segunda, dia 5, a simulação dos exercícios militares inicia às 12h do dia 6, terça-feira, e seguirá até as 17h do dia 7 de agosto, quarta. Entre os exercícios simulados estão rompimento de barragem, resgate, construção de ponte móvel, evacuação de escola, entrega de alimentos, entre outros.

Além dos militares do Exército sediados em Blumenau, participarão tropas vindas de Florianópolis, Porto União, Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS). As atividades contarão ainda com a participação de militares da Marinha do Brasil, da Força Aérea Brasileira, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Santa Catarina, membros da Secretaria de Defesa Civil do Estado de Santa Catarina, Samu e Polícia Civil. Todos os setores da Prefeitura, Defesa Civil de Indaial e Corpo de Bombeiros Voluntários da cidade também participarão.

A Defesa Civil esclarece à população que haverá grande movimentação de veículos oficiais e inclusive de grande porte em nossa cidade, os quais fazem parte do simulado. “Os exercícios, apesar de retratarem de forma real a situação de ajuda humanitária, serão somente para simulação. Dessa forma, orientamos os munícipes a ficarem tranquilos”, ressalta o diretor, Guilherme Tell Bogo Agostini.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.