A notícia além do olhar técnico!

Plano Municipal de Turismo de Indaial começa a ser desenhado

Mapeamento já visitou mais de 30 estabelecimentos e é uma das entregas do Cidade Empreendedora, do Sebrae/SC

INDAIAL – Reconhecimento e injeção de capital externo são apenas algumas das vantagens que o turismo traz para as cidades. De olho em fomentar este mercado e identificar potencialidades que possam gerar negócios, Indaial está trabalhando no Plano Municipal de Turismo. Mais de 30 estabelecimentos dos setores de hospedagens, alimentos e bebidas já foram visitados e a pesquisa segue até o fim de outubro, quando os atrativos turísticos também serão avaliados.

Todo o processo que leva ao plano está sendo realizado por consultores do Sebrae/SC a partir do Cidade Empreendedora, programa que está no seu Ciclo II no município.

Rogério Theiss, coordenador de turismo e eventos da Prefeitura Municipal de Indaial, comenta que o documento é fundamental para nortear ações de curto, médio e longo prazos que fomentem a atividade turística de forma sustentável. “O Plano Municipal de Turismo é fundamentado em visitas técnicas e troca de informações com a participação de especialistas e da comunidade local. Isso dá densidade e compreensão de que o plano constrói um elo entre os anseios locais e as potencialidades do município”, comenta.

O documento também é fundamental para a captação de recursos junto aos órgãos federais já que o Ministério do Turismo, por exemplo, exige o plano implantado para alguns projetos.

O consultor do Sebrae/SC que coordena esta ação em Indaial, Carlos Cappelini, comenta que toda a oferta turística está sendo mapeada de forma georeferenciada para auxiliar as ações de planejamento. “O plano é um documento fundamental para orientar as ações do poder público e da iniciativa privada e pode, inclusive, se transformar numa Política Municipal de Turismo, de modo que independente da alternância de gestão, o turismo tenha um base sólida e o desenvolvimento tenha continuidade”, comenta. A previsão de entrega da demanda é março de 2020.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.