UNIMED---50-anos
Banner Indaial
Banner Rodeio Saúde
Banner Educação Rodeio
PlayPause
previous arrow
next arrow

Paratletas que vão a Tóquio estão participando dos Jogos Paradesportivos Online de Blumenau

São mais de 600 participantes de 56 clubes de todas as regiões do Brasil, além de três países da América do Sul.

gulamania
Banner Rodeio Saúde
PlayPause
previous arrow
next arrow

BLUMENAU- 2ª edição dos Jogos Paradesportivos de Blumenau reúne de forma on-line mais de 600 paratletas de 56 clubes em 13 modalidades. Neste ano foram recebidas inscrições de todas as regiões do Brasil e mais da Argentina, Uruguai e Paraguai. A competição disputada à distância em função da pandemia do Coronavírus conta com a participação de três paratletas, que vão estar na Paralimpíada de Tóquio, com início em 24 de agosto.

Michel Pessanha e Diana Barcelos, do remo do Flamengo e da delegação brasileira que vai a Tóquio estão entre os competidores. Eles estão participando dos jogos de Blumenau como preparação para a Paralímpiada. Michel iniciou a carreira na modalidade em 2013. Ele já conquistou o título de campeão brasileiro, sul-americano e mundial, virando referência no remo paralímpico, e participou dos Jogos do Rio em 2016, terminando na sétima colocação.

Diana, a bordo do barco Quatro Com Timoneiro, conquistou a vaga em junho deste ano. Ela ficou na segunda colocação do torneio Pré-Olímpico disputado em Gavirate, na Itália. O começo no paradesporto foi na vela adaptada e quase rendeu uma ida aos Jogos Paralímpicos do Rio em 2016. No mesmo ano decidiu mudar de modalidade e foi no remo que conquistou o bicampeonato mundial. Além disso, teve o nome incluído no ranking de melhores atletas do para-remo.

A remadora Brenda Sardón, paratleta argentina, também garantida em Tóquio, é uma das estrangeiras que fazem parte dos inscritos na 2ª edição dos Jogos Paradesportivo de Blumenau. Ela conquistou a vaga no Brasil, no Pré-Olímpico Sul-Americano, disputado no Rio de Janeiro. Brenda será a única representante da Argentina na modalidade de remo nos próximos jogos paralímpicos.

A diretora de Desenvolvimento do Paradesporto de Blumenau, Giselle Margot Chirolli, destaca a representatividade dos jogos de Blumenau para o cenário do paradesporto nacional e internacional. “Nossa competição é diferenciada e traz uma mensagem importante sobre a questão da pandemia, que ainda não passou. Mas ao mesmo tempo, queremos motivar todos os paratletas a seguirem treinando e buscando sempre superar os obstáculos. O resultado disso é o fortalecimento do esporte paralímpico. Ter esses paratletas que vão a Tóquio é muito gratificante para todos nós da organização e serve de espelho para os demais participantes que estão começando com este sonho”, completa.

Modo de disputa

Os participantes estão divididos em 13 modalidades: Para-Atletismo; Para-Natação; Para-Ciclismo; Para-Remo; Basquetebol sobre Cadeira de Rodas; Handebol sobre Cadeira de Rodas; Bocha Raffa; Bocha Paralímpica; Equitação Adaptada; Futsal D.A.; Goaball; Tênis de Mesa Paralímpico e Xadrez.

Nesta edição as novidades passam pela criação de três categorias de idade, com o intuito de ampliar a participação dos jogos. Com isso terá a Categoria A, para nascidos de 2007 a 2009; a Categoria B, para nascidos de 2004 a 2006; e a Categoria Geral, para os atletas nascidos até 2003.

Giselle reforça sobre a importância dos jogos neste momento de Pandemia, em que os paratletas estão sem competir. “Será um momento de integração e motivação aos atletas que logo poderão competir em jogos presenciais. Uma forma de movimentar o esporte paralímpico no Brasil”, completa.

Os resultados serão comprovados por meio de vídeos e uma planilha de Excel disponibilizada no Drive dos Jogos Paradesportivos, contando sempre com a ética de cada atleta e clube na informação dos dados obtidos. O regulamento dos Jogos Paradesportivos de Blumenau está disponível no link https://bit.ly/RegulamentoJogosBlumenau.

A etapa de provas termina neste domingo, dia 18, mas o encerramento será feito por meio de uma Live marcada para o dia 26 de julho, onde serão divulgados os resultados dos Jogos. A competição é promovida pela Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Educação (Semed), Programa Paradesporto e Associação do Paradesporto de Blumenau (Apesblu).

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.