A notícia além do olhar técnico!

Dia D para Moisés e Daniela , saiba como votam os deputados

Por Judson Lima

POLÍTICA – Hoje às 15h os deputados estaduais estarão escrevendo uma nova página na história da política catarinense, em votação aberta na Alesc, será colocado em votação o projeto de decreto legislativo , que foi anteriormente aprovado pela Comissão Especial do Impeachment, para admitir ou não o processo por crime de responsabilidade contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido).

Para que o processo seja admitido é preciso aprovação de dois terços dos parlamentares, ou seja, 27 votos favoraveis.

Mesmo sendo admitido nesta quinta-feira (17), Moisés e Daniela somente serão afastados do cargo, depois de análise e nova votação da Comissão Mista, formada por cinco desembargadores sorteados e cinco deputados eleitos, lá uma nova votação por maioria simples, 6×4 pode determinar o afastamento de governador e vice por até 180 dias, ou seja os dois ainda terão pelo menos até a próxima semana suas permanências nos respectivos cargos.

A votação inicia com a bancada do MDB, que fechou forte tendência em voto favorável ao impeachment: Luiz Fernando Vampiro (Favorável); Jerry Comper (Favorável); Mauro de Nadal (Favorável); Moacir Sopelsa (Favorável); Romildo Titon (Favorável); Valdir Cobalchini (Favorável) e
Volnei Weber (Favorável).

Na bancada do PSL, o único voto contrário ao impeachment, deve ser do Coronel Mocellin, devido ao entendimento que a vice Daniela não cometeu crime de responsabilidade. Os demais pares Sargento Lima (Favorável); Ana Campagnolo (Favorável); Felipe Estevão (Favorável); Jessé Lopes (Favorável) e Ricardo Alba (Favorável).

O Partido Social Democrático também votará amplamente pela admissibilidade do processo, com  Kennedy Nunes (Favorável); Ismael dos Santos (Favorável); Júlio Garcia (Favorável); Marlene Fengler (Favorável) e  Milton Hobus (Favorável)

Já na Bancada do PL, existem dois votos favoráveis Ivan Naatz  e Maurício Eskudlark e um voto contrário  Marcius Machado, enquanto Nilson Berlanda não tem posição divulgada.

O Partido dos Trabalhadores PT , também vai confirmar votação favorável a admissibilidade , assim acenam os deputados ; Fabiano da Luz; Luciane Carminatti; Neodi Saretta e Padre Pedro Baldissera.

Os Progressistas têm um voto contra a favor do governo, o deputado  Altair Silva, e dois contrários José Milton Scheffer e João Amin.

Já os tucanos do PSDB estão divididos ; sendo que Marcos Vieira (Favorável) e Dr. Vicente Caropreso (Contrário).

Na Bancada do PSB os parlamentares Nazareno Martins e Laércio Schuster votam favorável a admissibilidade do processo. O mesmo acontecendo com a bancada do PCdoB Cesar Valduga (Favorável) e Bancada do Republicanos Sergio Motta (Favorável).

A deputada Paulinha da bancada do PDT vota contrário ao pedido. Mais a bancada do Novo , Bruno Souza e bancada do PSC, Jair Minotto foram favoráveis ao processo.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.