Matou uma mulher e depois tirou a própria vida

(Fonte:Diarinho/Foto:Reprodução)

SEGURANÇA – Dor e revolta. Parentes e amigos de Silvana Pereira ainda não conseguem acreditar que a mulher de 44 anos, morreu na madrugada deste sábado, 12, na rua 1500, no centro, de Balneário.

Silvana voltava para casa quando foi abordada por Leomar da Silva, um ex-namorado da sua irmã. Armado, obrigou a mulher a entrar no carro, indo em direção da sua casa. Leomar não aceitava o fim do curto relacionamento que teve com a irmã de Silvana.

Assim que chegaram na casa no final da 1500, houve uma discussão, e tiros. “Acordei com o barulho dos disparos, foram sete, oito”, contou o tio da vítima que morava na frente. Ele ainda tentou entrar na casa, mas como o portão estava trancado, chamou a polícia, que encontrou os dois sem vida, no segundo andar da residência.

Por conta das ameaças Leomar foi preso e estava a pouco tempo em liberdade. M.P. já tinha conseguido na justiça uma medida protetiva, mas vivia com medo e escondida. “Silvana era uma menina boa, querida, não merecia isso”, contou uma vizinha que não quis se identificar.

A Polícia Civil está investigando o caso. Peritos do IGP (Instituto Geral de Perícias) e do IML também estiveram no local para as medidas cabíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here