A notícia além do olhar técnico!

Magistrado Luiz Felipe Siegert Schuch é promovido para o cargo de desembargador do TJSC

Natural de Porto Alegre-RS, Schuch iniciou carreira na magistratura catarinense como juiz substituto em 1993, e atuou nas comarcas da Capital, Imaruí, Caçador, Curitibanos, Blumenau, Lages e Balneário Camboriú

SANTA CATARINA – O magistrado Luiz Felipe Siegert Schuch foi promovido por merecimento para o 94º cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em vaga decorrente da aposentadoria do desembargador Joel Dias Figueira Júnior. A eleição – havia outros 11 candidatos – ocorreu em sessão do Tribunal Pleno realizada na tarde desta quarta-feira (7/8). Em segundo turno, formada a lista tríplice com os nomes dos magistrados Bettina Maresch de Moura e Sílvio Dagoberto Orsatto, Siegert Schuch venceu por unanimidade de votos. 

Natural de Porto Alegre-RS, Schuch iniciou carreira na magistratura catarinense como juiz substituto em 1993, e atuou nas comarcas da Capital, Imaruí, Caçador, Curitibanos, Blumenau, Lages e Balneário Camboriú. Com longa formação acadêmica, o magistrado é mestre e doutorando em Ciências Jurídicas e também doutorando em Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Ao anunciar o nome de Luiz Felipe Siegert Schuch como seu primeiro voto na formação da lista tríplice, o corregedor-geral, desembargador Henry Petry Junior, destacou a jornada do postulante. “Um magistrado com longa experiência administrativa e jurisdicional, com intensa vida acadêmica e uma excelente produção nas câmaras por onde judicou e judica”, manifestou. Após ser promovido, o magistrado apontou como prioridade o enfrentamento do acervo na 4ª Câmara Civil, devido ao grande volume de processos com entrada.

“São 26 anos de carreira, quatro deles no Tribunal como desembargador substituto, o que me dá certa experiência para trabalhar aqui e redobra minha responsabilidade à frente da 4ª Câmara Civil. O gabinete já está trabalhando e a proposta é, efetivamente, terminarmos todos os processos mais antigos para que, o quanto antes, possamos colocar o trabalho em dia e seguir à disposição da sociedade”, reforçou.

A sessão desta quarta-feira do Tribunal Pleno também confirmou a outorga da honraria da Ordem do Mérito Judiciário do Estado de Santa Catarina ao juiz catarinense Márcio Schiefler Fontes,  conselheiro do Conselho Nacional de Justiça.

“O juiz Márcio, na minha concepção, representou e representa com muito brilho a magistratura catarinense. Levou o nome da magistratura catarinense em face do trabalho que desenvolveu, um trabalho realmente especial. Enfrentou temas difíceis na relatoria de vários processos extremamente complexos”, enalteceu o presidente do TJSC, desembargador Rodrigo Collaço. Na ocasião, a atuação de Fontes também recebeu elogios em manifestações da desembargadora Sônia Maria Schmitz e dos desembargadores Jaime Ramos e Ricardo Roesler.  

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.