A notícia além do olhar técnico!

Macacos mortos encontrados em Timbó podem ter sido vítimas da Febre Amarela

TIMBÓ – A vacina passou a compor o calendário básico de vacinação no estado de Santa Catarina em outubro de 2018, e está disponível em todas as Unidades de Saúde de Timbó para pessoas entre 09 meses a menores de 60 anos. Até o dia 1º de fevereiro deste ano, 11.468 timboenses tomaram a dose da vacina, enquanto outras 16.913 pessoas ainda faltam ser imunizadas no município.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Timbó, Grasiele Campregher, informa que na última semana foi registrada a segunda morte de macaco no município, com suspeita de febre amarela. “Isso acende um alerta, pois os primatas, embora não transmitam a doença, são os primeiros a adoecer quando o vírus está circulando”, explicou.

O caso foi registrado no bairro São Roque, e não foi possível a coleta de material para análise pois o corpo já estava em decomposição. Já o primeiro caso de morte de macaco com suspeita de febre amarela, registrado no mês de dezembro no Parque Jardim Botânico, ainda segue em testes na Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. “A vacina é a única forma de prevenção contra doença, e quem ainda não se vacinou deve procura as Unidades de Saúde do município o quanto antes”, destacou Grasiele.

A vacina contra a febre amarela é gratuita e está disponível em todas as Unidades de Saúde de Timbó. Portadores de doenças crônicas e maiores de 60 anos devem consultar a equipe médica antes de receber a dose, que não é indicada para gestantes, mães lactantes e crianças menores de seis meses de idade. É indispensável a apresentação da caderneta de vacinação.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.