IMG-20210628-WA0344
UNIMED---50-anos
Banner Indaial
1200 x 100 (3)
PlayPause
previous arrow
next arrow

Lançado livro sobre história e cultura trentina de Rio dos Cedros

Por Judson Lima

gulamania
1200 x 100 (2)
PlayPause
previous arrow
next arrow

RIO DOS CEDROS – Com orgulho apresentamos o livro “Rio dos Cedros: o coração trentino do Brasil / il cuore trentino del Brasile”, de autoria de Andrey José Taffner Fraga. A obra é bilingue (português/italiano) e conta com prefácio de Renzo Maria Grosselli.

O livro foi escrito ao longo de alguns anos, com base na coleta de material, dados, fotografias, entrevistas e consultas a arquivos. O objetivo era o de reconstruir a evolução e trajetória da cultura trentina em Rio dos Cedros.

Da esquerda para a direita Marildo Felippi, ex-prefeito, Giovana Lenzi, Diretora de Cultura e Turismo, Andrey, e Jorge Stolf, atual prefeito de Rio dos Cedros

Com efeito, Rio dos Cedros é um dos três municípios de Santa Catarina (junto a Rodeio e Nova Trento) colonizado por imigrantes trentinos, no qual as manifestações dessa cultura, seja do dialeto, culinária, música, etc, ainda estão muito presentes. Ademais, Rio dos Cedros possui algumas características que são únicas: praticamente todo o Trentino (região norte da Itália) está representado nesta cidade. Passando pelas comunidades históricas, desde Santo Antônio/Matarel até o centro, percebe-se que cada uma delas, com suas famílias e expressões dialetais, corresponde a uma determinada região do Trentino: Santo Antônio tem características do Valle dell’Adige, a Dolorata lembra o Val di Cembra, Caravaggio é muito próxima, culturalmente, à localidade de Samone, a comunidade da Glória/Busa foi quase toda colonizada por famílias oriundas do Valle di Cavedine, e o centro da cidade foi ocupado por famílias, em sua maioria, da Valsugana.

São essas características únicas que justificam o título da obra, classificando Rio dos Cedros como o “coração trentino do Brasil”.

Entrega da moção de aplausos na Câmara de Vereadores de Rio dos Cedros

O livro parte de um breve retrospecto histórico, tanto de Rio dos Cedros, quando do Trentino e do fenômeno migratório. Na sequência, passam a ser analisadas as manifestações culturais da cidade, perpassando pelo dialeto, pela culinária (demonstrando a mistura de tradições brasileiras, trentinas e italianas), pela música e por costumes ancestrais ainda presentes.

Também é abordada a religiosidade católica, que esteve na base da formação da cidade, e alguns episódios marcantes e pouco conhecidos, como a importação dos sinos de Trento para Rio dos Cedros nos primeiros anos da colonização, ainda em 1899.

Por fim, é analisado o fenômeno da institucionalização da cultural, observado a partir da década de 1970, quando foi realizado o Centenário da Imigração Italiana. Subsequentemente, são analisados os demais eventos e grupos surgidos a partir de tal iniciativa, como a Festa Trentina rio-cedrense, os corais, grupos tradicionais, além outras iniciativas, como o gemellagio entre Rio dos Cedros e Albiano, os intercâmbios etc.

Ao mesmo tempo que realiza um grande inventário da cultura trentina de Rio dos Cedros, a obra também acompanha a trajetória desta cultura e demonstra as suas modificações ao longo dos anos. O resultado continua sendo surpreendente, mais de 140 anos depois do início da colonização: o dialeto ainda é falado pelas famílias, músicas tradicionais ainda são conhecidas, sobrenomes e localidades da região de Trento ainda são comuns na cidade, e a culinária ainda apresenta aquelas misturas marcantes do Trentino (como a polenta com chucrute).

Evento de apresentação e lançamento oficial do livro

Capa do Livro

O lançamento oficial do livro ocorreu na noite de 24 de abril de 2021, em um evento virtual (por conta da pandemia) com a presença do prefeito de Rio dos Cedros, Jorge Stolf, o ex-prefeito, Marildo Felippi, e com a participação especial do grupo Cuore Trentino. A organização ficou por conta da Diretora de Cultura da prefeitura, Giovana Lenzi, e o protocolo a cargo de Denise Tomaselli. O evento foi transmitido ao vivo a partir do anfiteatro do Museu da Imigração da cidade. Alberto Tafner, presidente da associação Trentini nel Mondo (Trento – Itália), enviou uma mensagem especial para o evento, na qual declarou inclusive que: “non è esagerato, come si fa nel titolo, defenire Rio dos Cedros ‘il cuore trentino del Brasil’. Un cuore che pulsa forte e fa sentire i suoi battiti fin qui in Trentino”.  (não é exagero, como se faz no título, definir Rio dos Cedros “o coração trentino do Brasil”. Um coração que pulsa com força e faz ouvir suas batidas até aqui no Trentino). Concluindo a noite, houve o pronunciamento do autor, Andrey José Taffner Fraga, que retratou sua visão sobre cultura além das motivações que o levaram a publicar a obra.

O vídeo com o lançamento oficial encontra-se disponível no canal YouTube da “Prefeitura Municipal de Rio dos Cedros”: https://www.youtube.com/watch?v=3zAV6HGQGNY&t=39s

Entrega de “moção de apluso”

Na noite de 17 de maio, a Câmara de Vereadores entregou a Andrey moção de aplausos, por conta do trabalho desenvolvido em prol da cultura trentina em Rio dos Cedros. A moção, aprovada por unanimidade na câmara, foi entregue após breve discurso de Andrey, que na sequência entregou aos vereadores o livro publicado.

A aquisição pode ser feita junto à Diretoria de Cultura da Prefeitura de Rio dos Cedros.

Sobre o autor:

Andrey José Taffner Fraga é advogado tributarista, mestrando em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Casado com Daniela Destefani, pai da Angela Destefani Fraga. Pertence a uma das famílias pioneiras na colonização de Rio dos Cedros, nos idos de 1876. É escritor, tendo diversos artigos nas áreas jurídica, científica e histórica publicados tanto no Brasil quanto no exterior. Além do livro a ser lançado, “Rio dos Cedros: coração trentino do Brasil” (bilíngue – português/italiano), também é coautor do livro “Família Tafner: história e trajetória, na Europa e no Brasil” (Blumenau, 2017). Em 2017, produziu o documentário “El parlar dela zent del Cedro” retratando a riqueza e variedades do dialeto trentino falado em Rio dos Cedros. Esse documentário foi premiado na Itália e foi exibido em outros países além de ter pequenos trechos transmitidos em programação do canal “RAI Itália”. É vice-presidente do Circolo Trentino di Rio dos Cedros e coordenador-fundador do grupo de jovens trentinos “Tosarami”. Já participou da diretoria do Circolo Trentino di Blumenau e do Lira Circolo Italiano di Blumenau. Prestou voluntariamente assistência jurídica aos descendentes de imigrantes trentinos que buscavam o reconhecimento da nacionalidade italiana. Proferiu palestra sob o tema “Reconhecimento da nacionalidade italiana aos descendentes de imigrantes trentinos no Brasil”, em 2011, em congresso internacional realizado no Palácio do Itamaraty, Brasília/DF.

Integrou a Delegação da Província Autônoma de Trento no Convegno dei Giovani Italiani nel Mondo, realizado em Palermo/Sicília, 2019. Foi organizador e palestrante no evento “Cidadania, nacionalidade e identidade – a cidadania italiana e o caso dos trentinos/tiroleses: análises e perspectivas”, transmitido virtualmente no âmbito da UFSC – Universidade Federal  de Santa Catarina. Foi organizador de diversos eventos de cunho cultural trentino em Rio dos Cedros e outras cidades de Santa Catarina.

 

 

 

 

 

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.