IMG-20210628-WA0344
UNIMED---50-anos
Banner Indaial
1200 x 100 (3)
PlayPause
previous arrow
next arrow

Indaial tem crescimento populacional de 2,04% ultrapassando 72 mil habitantes

Por Judson Lima

gulamania
1200 x 100 (2)
PlayPause
previous arrow
next arrow

INDAIAL – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, apresentou ontem (27), as estimativas da população residente no Brasil e nas Unidades da Federação com data de referência de 1º de julho. A cidade de Indaial teve crescimento populacional de 2,04 e chegou 72.346 habitantes no ano de 2021, ficando como a terceira cidade mais populosa do Médio Vale do Itajaí. Blumenau é a primeira com 366.418 habitantes e Brusque registrou 140.597 moradores.

Abaixo a tabela divulgada pelo IBGE em relação aos municípios de Blumenau e região:

Tabela 6579 – População residente estimada
Variável – População residente estimada (Pessoas)
Brasil e Município Ano Crescimento
2019 2020 2021 2020-2021
Brasil 210147125 211755692 213317639 0,74%
Blumenau (SC) 357199 361855 366418 1,26%
Brusque (SC) 134723 137689 140597 2,11%
Indaial (SC) 69425 70900 72346 2,04%
Gaspar (SC) 69639 70793 71925 1,60%
Timbó (SC) 44238 44977 45703 1,61%
Pomerode (SC) 33447 34010 34561 1,62%
Guabiruba (SC) 23832 24382 24922 2,21%
Luiz Alves (SC) 12859 13107 13347 1,83%
Rio dos Cedros (SC) 11676 11808 11937 1,09%
Benedito Novo (SC) 11652 11775 11896 1,03%
Rodeio (SC) 11551 11600 11647 0,41%
Apiúna (SC) 10743 10848 10951 0,95%
Ascurra (SC) 7934 7978 8021 0,54%
Botuverá (SC) 5246 5322 5396 1,39%
Doutor Pedrinho (SC) 4064 4115 4164 1,19%
Fonte: IBGE – Estimativas de População

Esse método utiliza como insumos básicos as populações obtidas das Projeções da População para o Brasil e as Unidades da Federação mais recentes, bem como o crescimento populacional de cada Município na última década, delineado pelas respectivas populações recenseadas nos dois últimos Censos Demográficos realizados. Essas populações recenseadas, que servem de base para o cálculo da tendência de crescimento populacional dos Municípios, podem ser ajustadas em consonância com os ajustes da população adotados nas Projeções da População para o Brasil e as Unidades da Federação.

Além dos insumos básicos citados, as estimativas municipais de população incorporam, a cada ano, atualizações da divisão político-administrativa do País que refletem, por sua vez, as alterações dos limites territoriais dos Municípios ocorridas após o último Censo Demográfico. Uma vez que a soma das populações dos Municípios resulta no total da população da respectiva Unidade da Federação, eventuais diferenças entre a população total de uma Unidade da Federação obtida das Estimativas da População e aquela obtida das Projeções da População são resultantes da atualização da divisão político-administrativa ocorrida após o ano-base de início das projeções (e, portanto, não considerada nas Projeções da População das Unidades da Federação).

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.