Indaial infestada com o mosquito Aedes Aegypti.

Com o aumento considerável de focos positivos do Aedes aegypti, a Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive/SC) incluiu pela primeira vez Indaial na lista de municípios infestados pelo mosquito em Santa Catarina. Atualmente a cidade já contabiliza 98 focos positivos somente em 2021. O maior número se concentra no bairro Nações, com 33 focos.
Para evitar uma epidemia desse vetor, uma nova estratégia de combate será adotada. A partir de 1º de março, o Programa de Combate à Dengue de Indaial vai iniciar um Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa). O LIRAa é um método para medir o grau de infestação em que o município se encontra. Permite conhecer por amostragem a quantidade de imóveis com a presença de recipientes com larvas de Aedes. A atividade será realizada duas vezes por ano, nos meses de março e novembro, em cerca de 1.300 imóveis.
Enquanto essa atividade for desenvolvida os agentes de endemias não farão as vistorias de rotina em pontos estratégicos e armadilhas. Portanto, a partir de segunda, 22 de fevereiro, todas as armadilhas serão temporariamente desativadas, retornando somente após o término do LIRAa. O tratamento dos focos positivos já encontrados será mantido normalmente.
Em 2021 já foram identificados onze pacientes suspeitos com Dengue. Seis deram resultados negativos e cinco positivos, do qual um foi considerado autóctone, ou seja, contraiu o vírus em Indaial.
você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.