banner chutze
banner dengue indaial
Banner Rodeio
PlayPause
previous arrow
next arrow

Ibama apreende 430 kg de mercúrio em SC que seriam enviados para garimpos ilegais

banner camara timbo maio
banner camara blumenau maio
banner_olia
banner Gula Mania
PlayPause
previous arrow
next arrow

SEGURANÇA – Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama) apreendeu 430 kg de mercúrio em uma empresa da área química em Joinville, no Norte de Santa Catarina. Segundo o Ibama, o metal teria sido importado de forma irregular e seria encaminhado para garimpos ilegais da Amazônia.

A ação do Ibama ocorreu após uma investigação em três estados e foi divulgada na terça-feira (6). O instituto autuou os responsáveis em R$ 1,5 milhão por venda ilegal e por prestar informações falsas. A quantidade de pessoas envolvidas e multadas não foram divulgados.

A empresa catarinense é apontada pelo Ibama como maior importadora de mercúrio do país e chegou a comercializar 6,8 toneladas do metal nos últimos três anos.

Os agentes ambientais verificaram que a empresa de Joinville simulava a venda do mercúrio para uma empresa de fachada em Várzea Grande(MT). No endereço indicado na cidade mato-grossense funcionam na verdade, uma mercearia.

Foto:Ibama Divulgação

O uso do mercúrio é restrito no Brasil, pois é nocivo à saúde e ocasiona problemas ambientais. “O comércio clandestino de mercúrio fomenta o garimpo ilegal, que resulta na destruição da Amazônia e do modo de vida dos povos da floresta”, informa o coordenador-geral de fiscalização ambiental, Renê Luiz de Oliveira.

O instituto deve acompanhar também a chegada de um navio com duas toneladas de mercúrio importados do Oriente Médio. Ainda conforme o Ibama, a empresa catarinense foi notificada e deve prestar informações sobre a nova carga e teve as atividades suspensas.

No entanto, a empresa Quimidrol, alvo da investigação do Ibama, informou que continua com as atividades e que deve se manifestar sobre o caso após o setor jurídico verificar a situação.

Os relatórios elaborados durante a ação dos agentes ambientais devem ser encaminhados ao Ministério Público Federal (MPF) e à Polícia Federal (PF). Segundo o Ibama, as investigações continuam para identificar os receptadores e transportadores do metal.

Até esta publicação, o instituto não detalhou a data da apreensão, o período da suspensão das atividades da empresa, o tempo de investigação e o destino do material apreendido.

você pode gostar também
BANNER PASCOA BLU
banner dengue indaial
banner_olia
PlayPause
previous arrow
next arrow
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

..