HBR continua com pires na mão, mas prefeitura e presidência abrem diálogo

Judson Lima/Foto:Reprodução

INDAIAL – Os cerca de 250 colaboradores do Hospital Beatriz Ramos estão na expectativa do recebimento do pagamento do mês e parcela do 13º, o repasse anterior veio do recurso que seria para pagar os fornecedores do único Hospital de Indaial.

Nesta semana com aumento da temperatura em virtude do período de verão, também existe o crescimento das denominadas “doenças de verão”, como queimaduras , Intoxicação alimentar, dengue, insolação, micoses, otite que é infecção que provoca dor de ouvido e, em casos mais severos, febre e vômito, e a população já questiona nas midiais sociais e emissoras de rádio se o H.B.R terá insumos para o atendimento.

A queda de braça se arrasta há quase dois meses, de um lado o Hospital cobra antecipação do pagamento dos serviços prestados e não pagos pela prefeitura na ordem de mais de R$ 1,4 milhões e confirmado através de auditoria da própria Secretaria de Saúde de Indaial.
Por outro lado, o prefeito Andre Moser (PSDB), que recebeu os cerca de R$ 507 mil reais da Câmara de Vereadores com moção de apelo para repasse ao Hospital, diz que o município não deve nada a unidade hospitalar.

A reportagem teve a informação que pelo menos houve uma novidade no caso, pois Edson Milbratz,o Gelinho, presidente do H.B.R e o prefeito Andre Moser, abriram um diálogo sobre o caso.

Judson Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here