A notícia além do olhar técnico!

Fábio Schiochet vai assumir presidência do PSL-SC

Com Schiochet no comando, a expectativa é de que haja ainda em julho um movimento de filiações de prefeitos pré-candidatos à reeleição

POLÍTICA – Em menos de um ano, o PSL passou de partido praticamente inexistente em Santa Catarina para a condição de grande vitorioso da eleição estadual – elegendo quatro deputados federais, seis estaduais e o governador Carlos Moisés. Insuflada por um forte de desejo de mudança em relação a partidos e políticos tradicionais e conduzida pela eleição presidencial de Jair Bolsonaro, a Onda 17 é daqueles fenômenos históricos irrepetíveis.

Assim, a grande missão do PSL como partido político nas eleições do ano que vem é consolidar nas bases o sucesso de 2018 conquistando prefeituras e vagas nas câmaras de vereadores. Para essa missão, a legenda vai abraçar a política e o pragmatismo. Ainda durante esta semana, o deputado federal Fábio Schiochet assume a presidência estadual da sigla no lugar de Lucas Esmeraldino.

Candidato ao Senado ano passado, Esmeraldino ficou muito próximo da vaga – terceiro colocado, atrás de Esperidião Amin (PP) e Jorginho Mello (PL), à frente do favorito ex-governador Raimundo Colombo (PSD). Sem mandato, assumiu a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Sustentável. Deixa o comando em solução negociada diretamente em Brasília. 

Eleito deputado, Schiochet mostrou trânsito político e vocação para construção partidária. Logo assumiu o cargo de diretor de comunicação da Câmara, vaga que cabia ao PSL no acordo para reeleger Rodrigo Maia (DEM-RJ) presidente. Em contato direto com a cúpula nacional em Brasília, o deputado federal terá mais facilidade nas conversas. Esmeraldino foca no trabalho da secretaria e volta ao tabuleiro como pré-candidato a prefeito de Florianópolis.

Com Schiochet no comando, a expectativa é de que haja ainda em julho um movimento de filiações de prefeitos pré-candidatos à reeleição. Um dos sondados é Joares Ponticelli (PP), de Tubarão. O PSL também deve entrar na disputa pelo passe do deputado federal Rodrigo Coelho (PSB), nome natural para concorrer em Joinville. Será um mês de definições na turma do 17.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.