A notícia além do olhar técnico!

Espécies vegetais passam por processo de identificação em Indaial

INDAIAL – A Fundação Indaialense de Cultura está localizada num espaço privilegiado, em meio à natureza rica de espécies da flora e fauna. Com o objetivo de conhecer para preservar esse patrimônio natural, na propriedade da fundação, com destaque para a trilha ecológica, está em andamento o processo de identificação das espécies vegetais atuais.

Quem está à frente desse trabalho, de forma voluntária, é o biólogo Carlos Roberto Grippa. Residente em Indaial, Carlos tem especialização em Botânica e trabalha na Genau Engenharia e Consultoria Ambiental.

Até o momento 52 espécies, entre árvores e arvoretas nativas ou exóticas, foram catalogadas. O trabalho deve se estender até o fim do ano. Em cada espécie catalogada, explica o biólogo, consta o nome científico, autor que descreveu a espécie, família que pertence, nome popular, se é ameaçada de extinção ou exótica e onde é encontrada originalmente.

Das espécies presentes no entorno da FIC destacam-se: pau-brasil, palmeira indaiá, palmito, cedro, cachimbo-de-macaco, figueiras, jaca e pau-óleo.

Para Carlos, a identificação é importante para que a comunidade em geral conheça um pouco mais das espécies da flora que compõem as florestas regionais. Além disso, “com o acompanhamento periódico pode se verificar o desenvolvimento delas, se elas se multiplicaram naturalmente ou não, ou ainda se são espécies consideradas importantes por serem ameaçadas de extinção, exóticas, com potencial uso econômico e principalmente medicinal”, complementa o biólogo.

A trilha ecológica está num terreno de 39.416 m², do qual 21.200 m² dessa área possui vegetação típica de floresta primária pouco alterada, de Mata Atlântica do Vale do Itajaí-Açu (Floresta Ombrófila Densa Submontada), composta por árvores, arvoretas, arbustos, ervas, trepadeiras e epífitas.

Projeto Defensores Ambientais

alunos do 8º ano da Escola Básica Municipal Juvenal Carvalho que participam do projeto Defensores Ambientais.

No dia 18 de outubro foi realizado mais um encontro com alunos do 8º ano da Escola Básica Municipal Juvenal Carvalho que participam do projeto Defensores Ambientais. Desta vez o encontro teve como eixo o Turismo e foi realizado nas dependências da FIC.

A convite do departamento de Turismo e Eventos, o biólogo Carlos Grippa realizou uma intervenção com os estudantes na trilha ecológica. No local apresentou algumas espécies da flora encontradas e junto com os alunos fixou placas na trilha de animais que naturalmente tinham na floresta, dos quais alguns ainda estão presentes, como: cutia, lagarto, tucano-do-bico-verde, aracuã e tangará.

A atividade ainda contou com uma gincana de caça ao tesouro e piquenique.

 

 

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.