Slider

Equipes do Governo do Estado atuam para minimizar estragos causados pela chuva em SC

Por Judson Lima

SANTA CATARINA – Equipes do Corpo de Bombeiros de Militar de Santa Catarina e da Defesa Civil estadual estão mobilizadas para o atendimento das ocorrências relacionadas às fortes chuvas que caem sobre parte do Estado neste domingo, 24. A região mais atingida é a Grande Florianópolis, onde foram registradas pelo menos três ocorrências de deslizamento, uma delas com vítimas de soterramento. No final da tarde foi confirmado que duas pessoas, mãe e filha, morreram após um deslizamento de terra e desabamento de um muro, no bairro Saco Grande, na Capital.

“O volume de chuva que caiu, especialmente na Grande Florianópolis, foi muito grande e estamos acompanhando os desdobramentos na região, com todas as nossas equipes de prontidão. É necessário que a população também mantenha o alerta e acione os Bombeiros ou a Defesa Civil assim que preciso”, destaca o governador Carlos Moisés.

Desde o começo da manhã, o Corpo de Bombeiros mantém o estado de alerta, com equipes de prontidão. A Força-Tarefa 01, do 1º Batalhão de Bombeiros Militar, com sede na Capital, já foi acionada para suporte às ocorrências. Outra região que está em alerta nos últimos dias é a do Vale do Itajaí, porém a situação é estável até o momento.


Foto: CBMSC

“Nós estamos alertas e prontos para atender as ocorrências no estado. O Corpo de Bombeiros Militar já está monitorando a situação de Santa Catarina nestes últimos dias e seguirá enquanto for necessário”, afirma o Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, coronel Charles Alexandre Vieira, que também preside o Colegiado Superior de Segurança Pública.

“Em caso de emergência as pessoas podem nos acionar pelo telefone 193. Reforçamos apenas o pedido para que as pessoas não fiquem em áreas de risco, não transitem em locais alagados e se antecipem para evitar tragédias, ainda pedimos para aquelas que estão em segurança, que fiquem em suas casas”, complementa.


Foto: Flavio Vieira Jr/Defesa Civil

As equipes do Governo do Estado seguirão monitorando a situação nos próximos dias em razão do encharcamento do solo, quando a probabilidade de ocorrências de deslizamento e desmoronamento aumenta.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.