A notícia além do olhar técnico!

Comércios fechados e transporte coletivo suspensos, fiscalização intensa em SC

Por Judson Lima

INDAIAL – O cumprimento do regramento específico para transporte e funcionamento de estabelecimentos comerciais no Estado vai ser fiscalizado pelos Órgãos de Segurança e instituições fiscalizadoras.

Polícia Civil nas Ruas de Ascurra

O Comando Geral da Polícia Militar e a Polícia Civil estabeleceram ontem (18) ações para fazer valer o decreto de situação de emergência em razão do avanço da pandemia de coronavírus.

Em relação ao transporte coletivo, está suspenso, porém a Portaria assinada pela Secretaria da Saúde permite o transporte de trabalhadores de empresas e serviços essenciais e a distribuição de entregas, entre elas as realizadas pelos Correios.

Em Indaial a PM esteve realizando desde ontem verificações nos estabelecimentos alvo do decreto e a Polícia Civil da Comarca de Ascurra, realizou diversas diligências pela cidade de Ascurra com o objetivo de orientar e fiscalizar os estabelecimentos comerciais atingidos pelo Decreto Estadual de n.º 515/2020 que declarou situação de emergência em todo o território estadual.

O presidente do colegiado superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, Paulo Koerich, confirmou que as ações de fiscalização começarão a aumentar a partir de hoje quinta-feira (19).

Estão proibidos pelos próximos sete dias em SC

1- Circulação de veículos de transporte coletivo urbano municipal, intermunicipal e interestadual de passageiros;
2- Atividades e serviços privados não essenciais, a exemplo de academias, shopping centers, restaurantes e comércio em geral;
3- Atividades e serviços públicos não essenciais, no âmbito municipal;
4- Entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro.

Podem ser realizados os serviços privados considerados essenciais, tais como:

1- Tratamento e abastecimento de água;
2- Geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, gás e combustíveis;
3- Assistência médica e hospitalar;
4- Distribuição e comercialização de medicamentos e gêneros alimentícios, tais como farmácias, supermercados e mercados;
5- Serviços funerários, captação e tratamento de esgoto, lixo, telecomunicações e segurança privada.

OBS: Agropecuárias podem fazer apenas a comercialização , Deliveris funcionam normal com as entregas . Panificadoras e padarias podem vender somente para entrega, sem consumação no local. 

Abaixo vídeo do comandante da Guarnição Especial Indaial (GEIn), tenente-coronel Átila Tiago Royer sobre as ações:

Funcionamento comercial. Comandante da PM Tenente Coronel Átila fala sobre fechamento

Gepostet von Vale do Itajaí Notícias am Mittwoch, 18. März 2020

 

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.