UNIMED---50-anos
Banner Indaial
Banner Rodeio Saúde
Bella Cittá Rodeio
PlayPause
previous arrow
next arrow

Com avanço digital, profissão de corretor de imóveis cresce 60% no país

De janeiro a agosto de 2021, cerca de 2.467 novos corretores de imóveis obtiveram o registro no CRECI para atuar na profissão. Digitalização do mercado imobiliário é um dos principais fatores que impulsionam o crescimento do setor.

gulamania
Banner Rodeio Saúde
PlayPause
previous arrow
next arrow

INDAIAL – O cenário favorável do mercado imobiliário, que registrou aumento de 46,1% no número de apartamentos novos vendidos no primeiro semestre de 2021 de acordo com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), e o avanço dos recursos tecnológicos no setor imobiliário, impulsionados pelo cenário de pandemia da Covid-19 que impossibilitou muitas visitas físicas em imóveis, também trouxe como reflexo um aumento na demanda por corretores imobiliários no Brasil. Segundo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI), de janeiro a agosto de 2021, cerca de 2.467 novos corretores de imóveis obtiveram o registro profissional, o que representa um aumento de 60% em relação ao mesmo período do ano passado.

“É crescente a busca dos brasileiros pela casa própria, tanto imóveis maiores e mais espaçosos por conta do home office e a pandemia, como também como opção de investimento imobiliário, especialmente agora com a volatilidade de outros investimentos. Tanto que quase 50% dos brasileiros, de acordo com projeção da FipeZap, tem a intenção de adquirir um imóvel no país nos próximos meses. Dessa forma, a busca das pessoas por profissionais devidamente credenciados e plataformas digitais confiáveis para a compra e venda de imóveis também acompanha essa curva de crescimento”, avalia Renato Monteiro, CEO da startup Fast Sale, marketplace para venda de imóveis que reúne centenas de corretores credenciados.

Outro levantamento do Grupo Zap aponta que os corretores imobiliários passaram a adotar o mundo digital com mais intensidade para auxiliar o consumidor na busca por imóveis na pandemia. As três medidas mais buscadas foram: a utilização de fotos profissionais dos imóveis nos anúncios em sites e portais (56%), contato com o corretor via vídeo (51%) e transmissão de visitas aos imóveis via ferramentas de vídeo (47%).

Uma das plataformas que integra serviços para a compra e venda de imóvel com conteúdo profissional de apresentação e conecta corretores imobiliários é a Fast Sale. A tecnologia teve investimento inicial de R$ 4 milhões e será lançada até o final de 2021, inicialmente com opções de imóveis na cidade catarinense de Balneário Camboriú e municípios do Vale do Itajaí com altos índices de valorização imobiliária. Até o final do ano, a intenção é cadastrar 5 mil corretores e integrar imóveis de outros estados brasileiros, especialmente as capitais paulista e carioca.

“A Fast Sale deverá digitalizar, profissionalizar e agilizar a comercialização de imóveis, conectando donos a centenas de corretores imobiliários de diversas partes do país, diferentemente de uma venda tradicional que, geralmente, é direcionada a uma ou poucas imobiliárias. Para o corretor, o trabalho fica mais produtivo. Eles se deslocam menos, pois começam a realizar visitas pontuais, e com isso a conversão das vendas aumenta. A plataforma irá facilitar e agilizar muito o processo. Entretanto, é importante ressaltar que o papel do corretor será sempre essencial para mediar uma negociação”, explica Monteiro.

A plataforma também disponibiliza vídeos, textos, imagens profissionais e tour em 360º, o que facilita a vida dos futuros proprietários e dos corretores imobiliários.

Fonte : Elaine Mafra/ Rotas Comunicação

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.