A notícia além do olhar técnico!

Colegiado de Educação e CoGemfri da AMFRI, lançam campanha regional de incentivo às famílias para as atividades não presenciais

Por Comunicação AMFRI

SANTA CATARINA – Desde o começo da pandemia, quando as aulas foram suspensas para conter a disseminação da Covid-19, escolas de todo o país desenvolveram planos de trabalho para adaptação de uma nova metodologia de ensino, de forma não presencial nos espaços escolares. Diante da missão das escolas, a parceria com as famílias se tornou fundamental para garantia do desenvolvimento das crianças e adolescentes. Visando estreitar a relação com as famílias dos alunos e mostrar a importância do trabalho conjunto, o Colegiado de Educação e o CoGemfri da AMFRI lançam a campanha regional de incentivo às famílias para as atividades não presenciais nesta segunda-feira (3).

Segundo a Secretária de Educação de Balneário Camboriú e Presidente do Colegiado de Educação da AMFRI, Rosângela Percegona Borba, a iniciativa busca consolidar a relação das escolas com as famílias, mesmo durante a pandemia. “É fundamental que os pais continuem a estimular seus filhos para que consigam explorar as atividades propostas pelas escolas. Não é tarefa fácil, mas só teremos sucesso com a adesão de todos”, ressalta.

O presidente da AMFRI e Prefeito de Balneário Piçarras, Leonel José Martins, parabenizou a ação regional e destacou que a maior preocupação das autoridades é a segurança dos estudantes. “O nível de contágio está aumentando muito em nossa região, e consequentemente a taxa de mortalidade também. Há uma preocupação em relação ao retorno das atividades escolares, porém não adianta voltarmos às aulas com uma curva extremamente ascendente e colocar nossos estudantes em risco. Por ora, o ensino de forma remota é a solução e para isso precisamos da parceria com cada família nas atividades não presenciais”.

A campanha busca atingir cerca de 106 mil estudantes que correspondem a 98 mil famílias da rede municipal pública de educação da região da AMFRI.

 

Todos preparados para o retorno as atividades presenciais, quando forem autorizadas

A Consultora em Educação da AMFRI, Gilmara da Silva, ressalta que se por um lado as escolas precisaram lutar contra o relógio para o novo processo de adaptação, do outro, as famílias precisam se adaptar também com as crianças em casa, apesar de toda a demanda de trabalho e rotina diária.

“O nosso pedido é que os pais nos ajudem a manter o vínculo indispensável entre família e escola no processo de formação integral de crianças e adolescentes. Um dos aspectos mais importantes para mantermos o bem-estar das crianças, é permitir que os estudantes mantenham ativos os processos de aprendizagem para que possamos minimizar os impactos do isolamento social neste período de suspensão de aulas”, finaliza.

A campanha de incentivo as famílias para atividades não presenciais nas escolas pode ser acompanhada através das redes sociais da AMFRI e das prefeituras municipais da região.

 

Texto: Lyandra Machado Batista – Assessoria em Comunicação da AMFRI

facebook.com/amfri.org – [email protected] – Whats AMFRI (47) 99915-1746

 

GALERIA MULTIMÍDIA

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.