Câmara aprova e Prefeitura de Timbó repassará R$ 600 mil ao Hospital Oase

Judson Lima/Foto:Reprodução

TIMBÓ – Por unanimidade dos vereadores presentes, a Câmara de Vereadores de Timbó aprovou ontem (03), o PROJETO DE LEI Nº 74, enviado pelo prefeito Jorge Augusto Krüger que Autoriza a concessão de auxílio financeiro à Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas de Timbó – Hospital e Maternidade OASE.

Em contato com a reportagem Nova FM, o prefeito Jorge Krüger informou que o aporte dos recursos próprios no valor de R$ 300 mil e de duas emendas parlamentares do valor de R$ 200 mil e R$ 100 mil dos Deputados João Paulo Kleinubing e Esperidião Amin respectivamente.

Durante aprovação em plenário, todos os vereadores reafirmaram o comprometimento daquela Casa Legislativa com ações em beneficio a população.

O vereador Fabrício Dalcastagne informou à reportagem que este valor aprovado é uma compensação pra equilibrar as finanças do Oase.

Agora o “Prefeito de Timbó fica autorizado a conceder auxílio financeiro ao Hospital e Maternidade OASE, através de sua entidade mantenedora, Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas de Timbó, no valor de até R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais), destinado ao custeio parcial de suas atividades”, diz o texto do executivo do projeto aprovado pelos vereadores.

Em Indaial, auditoria reconhece divida, mas prefeito não repassa recurso.

Judson Lima/Foto:Reprodução

Já em Indaial, mesmo com uma auditoria da própria Secretaria de Saúde apontando que existe um déficit entre o pagamento feito ao Hospital Beatriz Ramos e os serviços prestados na ordem de quase R$ 1,3 milhões, o prefeito André Moser ainda não passou o valor de R$ 506,961.34 reais, que foi passado das sobras da Câmara para que pudesse ser feito uma antecipação financeira ao Hospital Beatriz Ramos.

Os colaboradores do Hospital mantiveram contato com Ministério Publico para informar sobre a situação ocasionada pelo não repasse de antecipação dos serviços já realizados na unidade hospitalar.

Esse valor de R$ 506,961.34 reais,que poderia ser destinado ao Hospital , é menor que a folha gasta com comissionados por mês em Indaial, pois em 2018 a folha mensal chegou a aproximadamente R$ 553 mil reais, segundo dados do Portal da Transparência.

Judson Lima 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here