IMG-20210628-WA0344
Arte Vacinação - indailal
PlayPause
previous arrow
next arrow

Caçadores mataram duas das últimas três girafas brancas do mundo

Fêmea e seu filhote foram mortos em um vilarejo a nordeste do Quênia

gulamania
Rodeio 35
PlayPause
previous arrow
next arrow

MUNDO – Extremamente raras, duas girafas brancas foram mortas por caçadores no condado de Garissa, a nordeste do Quênia. As carcaças dos animais foram encontradas por guardas florestais da região.

Segundo ambientalistas, agora, resta apenas uma girafa branca viva em todo o mundo. A aparência diferenciada é causada pelo leucismo, condição que faz com que as células da pele não tenham pigmentação.
(Foto: HANDOUT / ISHAQBINI HIROLA COMMUNITY CONSERVANCY / AFP)

De acordo com o chefe da Preservação Comunitária do Quênia, Ishaqbini Hirola, Mohammed Ahmednoor, os dois exemplares mortos foram vistos pela última vez há mais de três meses.

“Este é um dia muito triste para a comunidade de Ijara e do Quênia como um todo. Somos a única comunidade do mundo que é guardiã da girafa branca”, disse Ahmednoor, por meio de comunicado.
“Seu assassinato é um golpe para os importantes passos dados pela comunidade para preservar espécies raras e únicas e um alerta para o apoio contínuo aos esforços de preservação”, completou.
Os caçadores ainda não foram identificados. O crime está sendo investigado pela Kenya Wildlife Society, o principal órgão de preservação da África Oriental. A motivação dos caçadores ainda não foi elucidada.

 

Por Estado de Minas/Internacional   

 

você pode gostar também
Lock colchões
Center Celulares
PlayPause
previous arrow
next arrow
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.