A notícia além do olhar técnico!

Aumenta quantidade de focos de escorpião amarelo em Blumenau

Número passou de 5 para 7 e possibilidade acidentes com crianças e idosos preocupa.

BLUMENAU – De julho a outubro desse ano a equipe de fiscalização sanitária ambiental e de zoonoses da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) de Blumenau registrou um aumento de cinco para sete focos de escorpião amarelo na cidade. O número vem aumentando desde 2007, quando houve o primeiro registro do aracnídeo no município. Os bairros que registram os focos são Badenfurt, Itoupava Norte, Escola Agrícola, Vila Itoupava e Garcia.

Desde o início do controle do aracnídeo no município, em 2008, haviam dois focos registrados e monitorados. “Nossa intenção não é alarmar, mas alertar a população sobre esse risco, já que acidentes com escorpiões desta espécie podem causar sérias complicações e até a morte”, explica o médico veterinário da Secretaria, Luis Carlos Kriewall.

Para evitar o surgimento do animal, é importante manter terrenos limpos, livres de acúmulo de materiais, sem entulhos e lixos, pois é onde os escorpiões buscam alimento, principalmente onde também circulam ratos e baratas. O escorpião resiste à variação de temperatura, à falta de alimento por vários meses e se reproduze sem a necessidade de acasalamento, o que aumenta a dificuldade de combate a sua proliferação.

Medidas de controle vem sendo feitas no município, e passam pela capacitação das equipes das unidades de saúde, que estão nas áreas onde os focos estão localizados, para o atendimento de acidentes. As demais equipes de saúde também devem receber as orientações gradativamente. Além disso, ações pontuais de busca ativa de escorpiões são realizadas diariamente, bem como o mapeamento de achados, o índice de dispersão, o monitoramento e a orientação à população.

O veneno do escorpião amarelo pode matar crianças e idosos, e causa irritação e dor irradiada. O último óbito registrado foi de uma criança de sete anos, em agosto do ano passado, em São Paulo. Os acidentes registrados em Blumenau em 2017 e 2018 não são numerosos, três por ano, mas acendem um alerta. Em caso de acidente é importante levar a pessoa até uma unidade de saúde, preferencialmente junto com o animal capturado, morto ou vivo.

Formas de combater o escorpião
Além da limpeza de terrenos e de locais com lixo e entulhos, desde abril a lei municipal Nº 8.696, permite a criação de aves em zona urbana, exclusivamente para a finalidade de controle biológico do escorpião. O veterinário explica ainda que é importante preservar outros predadores destes animais, que além das aves são sapos, lagartos e alguns animais silvestres.

Orientações de prevenção ao surgimento do escorpião:

– Manter limpo quintais e jardins, não acumular folhas secas e lixo domiciliar

– Acondicionar lixo domiciliar em sacos plástico ou em outros recipientes apropriados e fechados, e entregá-los para o serviço de coleta. Não jogar lixo em terrenos baldios

– Limpar terrenos baldios situados próximos a imóveis habitados

– Eliminar as fontes de alimentos para escorpiões (baratas principalmente, e outras infestações de pequenos invertebrados)

– Evitar a formação de ambientes favoráveis ao abrigo de escorpiões, como locais com entulhos, lenhas e superfícies com frestas e sem revestimento

– Afastar berços das paredes, não usar mosquiteiros até o chão, chacoalhar roupas e calçados antes de vestir, verificar roupas de cama, cobertas e travesseiros antes de deitar.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.