Slider

Ascurra realizou 392 testes durante inquérito epidemiológico Covid-19

Por Judson Lima

ASCURRA – O Município de Ascurra realizou inquérito epidemiológico covid-19 dentre 8 e 13 de dezembro. O objetivo é verificar o estado atual de circulação viral no município, subsidiar o planejamento de ações pelo Executivo local e monitorar os casos ativos. A iniciativa é uma parceria da Comissão Intergestores Regional de Saúde (CIR) e do Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (Cisamvi) com a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).
Durante os dias da pesquisa, foram aplicados em torno de 392 testes do tipo IgG/IgM. O número de amostras calcula a aplicação dos testes e a obtenção de resultados com margem de erro amostral de aproximadamente 5%, que é considerado um nível adequado para os objetivos da pesquisa e de acordo com os recursos disponíveis. A seleção das pessoas escolhidas para os testes foi de forma aleatória, com sorteio dos domicílios e distribuição geográfica por bairros ou microáreas da cidade, a fim de gerar um retrato legítimo da situação do município. Desses 392 testes, 364 negativou e 28 atestaram positivo.
“Este inquérito permite conhecer o problema de forma mais detalhada e permitir o monitoramento de pessoas assintomáticas em fase ativa da doença”, explica Ligia Hoepfner, coordenadora da CIR e secretária municipal de Saúde de Pomerode. Segundo ela, a testagem por domicílios sorteados de forma aleatória procura obter um cenário fidedigno à realidade do município.
“O benefício deste inquérito epidemiológico é conhecer a situação de circulação viral neste momento, que permite aprimorar as ações de enfrentamento à pandemia. É importante que a população compreenda o propósito e a importância da campanha”, ressalta José Mario Vicensi Grzybowski, professor associado da UFFS.
Os testes foram adquiridos pelo Cisamvi, que é uma instituição pública criada para a gestão associada de serviços na área de saúde, e seguiram rigorosamente os padrões exigidos pela UFFS para aplicação da pesquisa conforme padrões de qualidade. Amostras dos produtos foram testadas antecipadamente para garantir os padrões de sensibilidade e especificidade exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
O presidente do Cisamvi, Ércio Kriek, prefeito de Pomerode pede a conscientização e colaboração da população para o sucesso deste estudo. “O apoio da população neste momento é primordial para garantir que a pesquisa tenha resultados válidos e condizentes com a realidade de nossos municípios. Por isso, reforço meu apelo para que, quando convidados, os cidadãos participem da pesquisa e façam o teste”, conclama o prefeito.
O que você precisa saber
Objetivos principais da pesquisa:
Verificar o estado atual de circulação viral no município.
Subsidiar o planejamento de ações por parte dos agentes públicos.
Obter elementos para a fundamentação de decisões administrativas.
Iniciativa:
Comissão Intergestores Regional de Saúde (CIR), Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí (Cisamvi) e prefeituras.
você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.