Após notificações ao Ministério Público, prefeitura de Indaial adiciona repasse a obstetrícia do HBR

Foto:Reprodução

INDAIAL – Depois de um série de entraves , inclusive com notifacações ao Ministério Público Estadual , a direção do Hospital Beatriz Ramos e Prefeitura de Indaial finalizaram ontem (27), as tratativas da renovação de contrato.

Notificação ao Ministério Público

O reajuste foi de R$ 50 mil reais por mês, a média de consultas contratadas era de 3.200  e agora o Hospital atende segundo a média de 3.800 , ou seja, um déficit de aproximadamente 600 consultas contratadas, mais a direção do Beatriz Ramos levando em consideração a alegação da Prefeitura de Indaial ,de não ter recursos, foi acordado que o H.B.R vai abrir mão ,ou seja arcar, até 2019 do valor de aproximadamente R$ 50 mil para cumprir os atendimentos de plantão da obstetrícia.

Na época das tratativas o Prefeito André Moser tentou distorcer as informações

O valor adicional engloba a implantação do serviço de plantão de obstetrícia 24 horas e a atualização contratual.

Na celebração de renovação do contrato, estiveram o prefeito André Moser (PSDB), a secretária de Saúde, Adriane Ferrari, e o presidente do HBR, Edson Milbratz.

O momento mais delicado do imbróglio, foi quando o promotor Rodrigo Andrade Viviani foi comunidado pela direção do Hospital Beatriz Ramos da “impossibilidade de continuidade dos serviços de maternidade caso não obtivermos resposta positiva da Administração Pública Municipal quanto ao custeio dos serviços, pois o Hospital não tem condições financeiras de arcar com os gastos para tal e principalmente porque os profissionais já estão realizando os trabalhos em formato de plantão presencial e vão enviar as cobranças dos valores referentes a este”.

Na época o Prefeito André Moser (PSDB) com sua equipe de asseclas tentou disvirtuar a informação.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here