banner blumenau julho
banner rodeio juh
PlayPause
previous arrow
next arrow

Vereador é suspenso após importunação sexual, ele apalpou as nádegas de empresária

Por Judson Lima

BANNER CAMARA DE TIMBO JULHO
banner chutze
banner Gula Mania
PlayPause
previous arrow
next arrow

MATEANDO – Um caso de importunação sexual onde em vídeo o vereador aparece acariciando com a mão direita as nádegas de uma empresária, foi investigado em Processo Administrativo Disciplinar na Câmara de Vereadores de Caibi no Oeste Catarinense, e por 05 votos a 04 o vereador Vereador Senor Anselmini (PP)  foi suspenso do cargo pelo prazo de 12 meses, a punição começou a valer desde o dia primeiro de maio.

A empresária vítima da importunação sexual Luciane Glembotzki também protocolou denuncia na está processando judicialmente o parlamentar afastado.

Durante a realização do Processo Administrativo Disciplinar, a Comissão entendeu que houve indícios de importunação sexual praticado pelo investigado, onde Senor , durante o ato de entrega de uma “lembrança” ao casal Luciane e Tiago, patrocinadores do Doce Natal de Caibi”, coloca as mãos nas nádegas da vítima.

Em seguida a Câmara nomeou a formação de uma Comissão Especial de Investigação que 03 votos a 0, entendeu por comprovado o ato de importunação sexual praticado pelo investigado e, conforme provas juntadas aos autos, recomendou o afastamento do vereador Senor Anselmini pelo prazo de  Pena Mínima de 10 meses; Pena Média de 12 meses; e Pena Máxima de 15 meses, o qual foi apreciado pelo Plenário da Casa por 9 votos a 0.
 
Por fim, fora realizado a votação, onde o mesmo foi suspenso pelo período de 12 meses.

Na semana passa acontece no Plenário da Câmara a Sessão Extraordinária  para votação do Processo Administrativo Disciplinar para definir a punição ao Vereador Senor Anselmini (PP) pelo ato de importunação sexual. Após lidos a acusação, defesa, e relatório final, os vereadores, um a um, foram chamados a tribuna para manifestarem o seu voto. Exceto a Vereadores Edimara Conte Portes, que votou de forma online.

Entre as opções estipuladas pela Comissão Processante: Pena Mínima de 10 meses; Pena Média de 12 meses; e Pena Máxima de 15 meses.

Como votou cada vereador:
 
Vereadora Edimara Conte Portes (PP) – Pena Média de 12 meses

Gilmar Carlesso (MDB) – Pena Máxima de 15 meses

Viviane Vockes (PP) – Pena Média de 12 meses

Neocir Parizotti (MDB) – Pena Máxima de 15 meses

Carme Vitsrki (PP) – Pena Média de 12 meses

Diogo Valdemeri (PT) – Pena Média de 12 meses

Julio Urqueta (MDB) – Pena Máxima de 15 meses

Raimundo Ambrosio (PP) – Pena Média de 12 meses

Jair Di Domenico (MDB) – Pena Máxima de 15 meses

Assim, por maioria, 5 votos a 4, foi definida a Pena Média de 12 meses de suspensão ao Vereador Senor Anselmini (PP), o parlamentar foi comunicado para cumprimento da pena, que teve inicio neste domingo (01).

 

Vereador nega importunação sexual 

O vereador Senor Anselmini negou que ocorreu algum tipo de importunação sexual, ele alegou na Comissão Especial de Investigação que tem um problema no ombro direito, o que dificulta o movimento de erguer o braço. Ainda segundo Senor a sua mão pode ter caído até a altura das nádegas pelo problema existente com ele. 

você pode gostar também
banner ascurra
banner chutze
PlayPause
previous arrow
next arrow
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.