banner blumenau julho
banner rodeio juh
PlayPause
previous arrow
next arrow

Procon de Gaspar multa banco em R$ 300 mil

Por Judson Lima

BANNER CAMARA DE TIMBO JULHO
banner chutze
banner Gula Mania
PlayPause
previous arrow
next arrow

GASPAR – A Superintendência da Coordenadoria Municipal de Defesa do Consumidor – Procon de Gaspar, aplicou multa de R$ 300 mil um banco da cidade por prática abusiva que fere o Código de Defesa do Consumidor. O banco não respondeu as notificações que deveriam informar sobre uma suposta contratação de empréstimos financeiros consignados os quais os consumidores não reconheciam.

De acordo com o órgão, 31 pessoas reclamaram que foram surpreendidas com empréstimos consignados não solicitados sendo disponibilizados os valores em conta-corrente e posteriormente o desconto das parcelas nos benefícios de aposentadoria e pensão do INSS. De acordo com o superintendente do órgão, Roberto Procópio, a instituição bancária não apresentou os documentos que comprovem a solicitação dos empréstimos de 22 pessoas.

Após algumas tentativas para resolver a situação individualmente, nós abrimos um processo administrativo, mas como as respostas dadas pelo banco não comprovaram a contratação de empréstimos consignados de 22 consumidores, aplicamos a multa prevista no art. 56 do Código de Defesa do Consumidor

Explicou Roberto Procópio

Segundo o Código de Defesa do Consumidor, “são proibidas práticas baseadas em abusos na oferta e concessão de empréstimos consignados”. O Procon de Gaspar orienta que é de suma importância que todos estejam atentos ao notar qualquer valor indevido na sua conta, como descontos ou até mesmo valores superiores. É necessário informar ao órgão, para que possa registrar a demanda e solicitar o cancelamento do empréstimo, bem como a devolução dos valores debitados.

É importante que o consumidor sempre procure o Procon para formalizar a sua reclamação e acompanhe o seu extrato, a sua conta e, também, o extrato do seu benefício, caso se trate de aposentado ou pensionista

Alerta Procópio.

O valor da multa de R$ 300 mil foi aplicado com base nas práticas abusivas e desobediência pela falta de respostas às notificações realizadas pelo Procon em cada reclamação individual.

Serviço

O Procon segue vigilante para coibir práticas que destoem do código de defesa do consumidor. Denúncias podem ser realizadas pelo telefone (47) 3091-2084 ou pelo 151, além disso o órgão mantém o WhatsApp (47) 3332-9539 para envio de mensagens, ou presencialmente na sede do órgão localizado no Paço Municipal.

você pode gostar também
banner ascurra
banner chutze
PlayPause
previous arrow
next arrow
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.