banner blumenau julho
banner rodeio juh
PlayPause
previous arrow
next arrow

Agropecuária de SC fatura R$ 29,5 bilhões em 2017, diz secretaria

BANNER CAMARA DE TIMBO JULHO
banner chutze
banner Gula Mania
PlayPause
previous arrow
next arrow

A agropecuária de Santa Catarina faturou R$ 29,5 bilhões em 2017, divulgou a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca nesta segunda-feira (18). Houve crescimento de 6,6% no rendimento das lavouras. O faturamento da pecuária foi de R$ 17,5 bilhões e, dos grãos, R$ 5,3 bilhões. O restante foi arrecadado pela aquicultura, por lavouras temporárias e permanentes, silvicultra e pela extração vegetal.

O número de R$ 29,5 bilhões se refere ao chamado Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), que representa a receita dos principais produtores do setor no ano. De acordo com a secretaria, em 2017 houve safras recordes e preços menores ao produtor.

Para se chegar ao VBP, o Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) levou em conta 49 produtos. Desses, frangos, suínos, leite, soja e fumo correspondem a dois terços do total.

Estiagem

A estiagem que ocorreu em setembro e a outra identificada desde 11 de dezembro pode trazer prejuízos para algumas culturas, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), como milho, feijão e soja. A falta de chuvas em setembro causou a redução do tamanho dos bulbos de alho e cebola, mas a qualidade não foi comprometida.

Em relação ao feijão, cerca de 80% da área destinada ao plantio do grão já está semeada. Porém, a falta de umidade no solo provoca a interrupção da semeadura em regiões importantes da Serra e Oeste, como Lages, São José do Cerrito, Campos Novos e Curitibanos.

Para o milho, a primeira quinzena de dezembro com poucas chuvas poderá afetar a produtividade, principalmente no Oeste, onde 85% do grão está em fase de floração.

Sobre a soja, 98% das lavouras estão semeadas no estado. Porém, por causa do frio e falta de umidade do solo, não houve semeadura em algumas áreas da Serra. A expectativa é de crescimento na área de plantio. O estado deve cultivar mais de 700 mil hectares na safra 2017/2018. Contudo, o rendimento deve ser menor do que na temporada anterior.

você pode gostar também
banner ascurra
banner chutze
PlayPause
previous arrow
next arrow
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.